Flordelis abre o jogo sobre a morte do marido

Foto: Reprodução

Em entrevista à Record ela revelou desentendimentos do filho adotivo Lucas dos Santos e o pastor. Mas continuou afirmando a inocência dos filhos: ‘Não acredito em nada.’

Duas semanas após o crime, a deputada federal Flordelis (PSD) falou, em entrevista ao Domingo Espetacular, da Rede Record, neste domingo (30), sobre o envolvimento de dois de seus 55 filhos no assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

A entrevista foi realizada na casa da parlamentar em Pendotiba, Niterói (RJ), mesmo local onde o crime aconteceu. Na noite do assassinato, 35 filhos do casal estavam na casa e mais de 20 já prestaram depoimento à polícia.

A parlamentar contou detalhes da relação entre ela e Anderson, relembrou acontecimentos do dia do crime – 16 de junho – e ainda comentou as suspeitas que recaem sobre dois filhos dela que estão presos.

Ao ser indagada se acreditava na inocência dos filhos Lucas dos Santos, 18 anos, e Flávio dos Santos, 38, presos por suspeita de envolvimento no crime, a deputada afirmou: “Não, não acredito em nada”.

A noite do crime

Flordelis relembrou o que ela e o pastor Anderson fizeram naquele domingo, 16 de junho. Ela contou que eles saíram para um passeio, para namorar e que curtiram bastante a noite. A deputada relatou como foi a chegada em casa e os momentos que antecederam a morte do marido.

Ela disse que saiu do carro primeiro e Anderson ficou na garagem. E ouviu o barulho de seis tiros. “Eu ouvi os tiros, me assustei. Foram quatro tiros, foram pa pa pa pa pa pa. Quando terminei de conversar com o Ramon um dos filhos, conversando com o Ramon, eu ouvi quatro tiros seguidos e mais dois”, disse

Veja


Leia mais

Instituto Flordelis é investigado por desvio de verbas 
“Se forem culpados, meus filhos devem ser punidos”, diz Flordelis