Flordelis decide fechar uma de suas igrejas

Igreja do Ministério Flordelis era comandado pelo marido da cantora, o pastor Anderson do Carmo. Foto: Reprodução

Em nota, assessoria confirmou fechamento temporário da unidade em Pendotiba, do Ministério Flordelis, em Niterói (RJ). Local era comandado pelo marido da parlamentar

A cantora e pastora Flordelis decidiu fechar temporariamente uma de suas igrejas. A unidade de Pendotiba, no mesmo bairro onde está localizada a casa da deputada federal, em Niterói (RJ), deixará de funcionar.

A decisão foi tomada na noite dessa terça (2). No total, há seis unidades do Ministério Flordelis espalhadas no estado do Rio. A principal delas é a que fica em Mutondo, em São Gonçalo.

O presidente do ministério era o marido da deputada, o pastor Anderson do Carmo de Souza, que foi assassinado no dia 16 de junho.

Em nota, a assessoria de imprensa da deputada afirmou que a unidade de Pendotiba será fechada “em razão do impacto emocional da morte do Pastor Anderson do Carmo”. Segundo o comunicado, os dirigentes do ministério se afastaram e não há ninguém para conduzir os cultos.

Na última semana, dois filhos adotivos do casal, que são pastores, anunciaram que estavam deixando a igreja por causa da morte do pastor Anderson.

Veja nota 

“O Ministério Flordelis atua em seis localidades, uma delas, em Laranjal, está em obras. O Ministério é administrado por um conselho, presidido hoje pela Pastora Flordelis. Na vice-presidência está o Pastor Carlos.

O Conselho decidiu ontem, dia 2 de julho, suspender temporariamente, as atividades em Pendotiba, porque, em razão do impacto emocional da morte do Pastor Anderson do Carmo, os dirigentes do Ministério no local afastaram-se e não há, no momento, alguém para conduzir os cultos.

O conselho, contudo, colocou à disposição dos fiéis de Pendotiba, condução para que eles compareçam aos cultos no Ministério de Piratininga.

Assim que as condições permitirem e com a ajuda de Deus, o Ministério em Pendotiba deverá voltar à normalidade”.


Leia mais

Instituto Flordelis é investigado por desvio de verbas 
“Se forem culpados, meus filhos devem ser punidos”, diz Flordelis