22.9 C
Vitória
domingo, 22 maio 2022

Finados: Homenagear os mortos?

finados
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Os que se declaram crentes em Jesus não fazem oração para os mortos neste dia de finados e sim, uma celebração à vida eterna em Cristo

Por Priscilla Cerqueira 

Hoje, 02 de novembro o mundo inteiro celebra o dia de finados, a prece pelos mortos. Data é comemorada pelos católicos por uma determinação do Vaticano no século XIII. No Brasil, a tradição é tão grande que as pessoas visitam os túmulos e decoram com flores e velas. Porém os crentes em Jesus não fazem orações para os mortos.

O Finados para os evangélicos é um dia de celebrar a vida eterna em Cristo porque a morte não é um fim, nem significa perder; mas, ganhar. “Jesus afirmou que no céu não haverá nem choro, nem dor, nem lágrimas; mas, uma vida sem sofrimentos e como um marco da vitória que o próprio Jesus promoveu e gerou na cruz do Calvário e na sua própria ressurreição”, afirma o pastor Adilson Neves.

O pastor Sérgio Damasceno, presidente do Conselho dos Pastores Evangélicos de Cajazeiras (PA) afirma: “Nós não temos margens para visitar os nossos entes queridos nos túmulos, apesar de amá-los, de sentir muita saudade. Eu perdi o meu pai e tenho muita saudade, mas não tenho mais como falar com ele, no túmulo. Aquilo vai ser um momento de sofrimento”, disse.

“A Bíblia diz, em Salmos 146:3,4: ‘Não ponha sua confiança em pessoas importantes, nem confie em seres humanos, pois eles são mortais, e não podem ajudar ninguém. Quando eles morrem, voltam para o pó da terra e naquele dia, todos os seus planos, se acabam’. Quem já morreu está inconsciente para esse mundo”, acrescentou.

Tradição pagã

Dia de finados é uma tradição pagã. Alguns clérigos começaram a usar essa tradição de orar pelos mortos e se espalhou no meio dos fiéis.

“Orar pelos mortos não é um conceito bíblico. O escritor aos Hebreus nos diz: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo (Hebreus 9:27)”, explica o pastor Adilson.

“As Escrituras nos ensinam que aqueles que têm se rendido à vontade do Salvador entram diretamente e imediatamente na presença do Senhor após a morte. Do ponto de vista bíblico, é inaceitável acreditar que os mortos estejam no purgatório ou no limbo, aguardando uma segunda oportunidade para a salvação”, completou.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se