O fim da novela Jezabel

Foto: Reprodução

Último capítulo mostrou a morte da rainha Jezabel e o emocionante reencontro de Samira com a família. A macrossérie bíblica de 80 episódios estreia em Lisboa e Londres no dia 19 de agosto

Depois de mais de três meses no ar, chegou ao fim a novela bíblica Jezabe, da TV Record. O último capítulo foi exibido nesta segunda (12) com a morte trágica da protagonista Jezabel, vivida por Lidi Lisboa. Ficou segundo lugar em audiência em São paulo e Rio de Janeiro.

A morte da rainha foi uma das cenas que mais chamou a atenção do público. Nas redes sociais foram comentários, inclusive enaltecendo a atuação do elenco. “Muito boa , poderia ter a continuação com o profeta Eliseu”, escreveu uma internauta. “Foi muito realista a morte da Jezabel. Não sobrou quase nada dela, fiquei arrepiada”, diz outro comentário.

Também no último capítulo o público acompanhou o reencontro emocionante de Samira, interpretada por Laís Pinho, com a sua família, enquanto Jezabel sofre outro duro golpe antes de morrer: a morte do filho Jorão, Diyo Coelho.

Escrita por Cristianne Fridman, a novela teve média inferior a “Jesus”, sua antecessora na emissora. Mesmo assim os atores e a autora consideram um resultado positivo da macrossérie.

“Desde o começo do projeto sabíamos que seria uma super produção. Cumprimos com o nosso papel. Dinâmica boa, nuances incríveis e visual espetacular, fora as paisagens que vimos em Marrocos. O saldo é bem positivo”, afirmou Fridman.

A novela retrata a história da princesa fenícia Jezabel que se casa com o Rei Acabe e se torna a mais perigosa rainha de Israel. Ela usa sua beleza e maldade para tentar impor ao povo de Israel a adoração aos seus deuses pagãos.

Com direção de Alexandre Avancini, Jezabel teve cenas gravadas no Marrocos e retratou importantes passagens descritas no Antigo Testamento, como a vinha de Nabote e a cura de Naamã. A macrossérie estreia em Lisboa e Londres nesta segunda, a partir das 21h.

Cena da morte da rainha Jezabel. Foto: Reprodução
Emoções e aprendizado

Intérprete do Eunuco Jaali da trama bíblica, Edu Porto se despede da novela com muito aprendizado. Em entrevista ao Purepeople, o ator avalia o seu personagem como o mais complexo de sua carreira até hoje.

“Foi muito antagonismo num ser só. Após ser ceifado (perdeu os órgãos genitais), ele se viu obrigado a tomar conta das mulheres do rei. Virou chefe do harém e cuidava das 70 mulheres do Acabe”, relatou.

Veja

*Com informações de R7


Leia mais

O desafio de mostrar a história de Jesus em novela