back to top
24.4 C
Vitória
segunda-feira, 22 DE julho DE 2024

Filmes de terror: quando o mal sai das telas e invade os lares

Assistir a filmes de terror produz medo, ansiedade, insônia, fobias e traumas mentais. Foto: Freepik

Além dos sustos, esse tipo de produção afeta a saúde mental e prejudica a vida espiritual e familiar.

Por Cristiano Stefenoni

Os filmes de terror sempre fizeram sucesso entre os cinéfilos. Além disso é um mercado que arrecada milhares de dólares mundo a fora. Só para ter uma ideia, juntos, os longas It – A Coisa, Invocação do Mal e O Exorcista arrecadaram mais de 1,6 bilhão de dólares em bilheteria. No Brasil, por exemplo, mais de um milhão de expectadores lotaram os cinemas para assistir It – A Coisa. Contudo, o cristão precisa ter cuidado com esse tipo de gênero.

A ciência já provou que essas produções afetam a mente e o comportamento de qualquer pessoa, independentemente se ela tem religião ou não. Um estudo realizado pela Universidade de Turku, na Finlândia, observou imagens de ressonância magnética de voluntários enquanto assistiam a um filme de terror, com intuito analisar as reações do cérebro humano à essas cenas.

O resultado dos exames mostrou que tanto para a “sensação da expectativa do que vai acontecer” o “susto repentino” houve um expressivo aumento da atividade cerebral e todas as zonas neurológicas entraram em ação.

- Continua após a publicidade -

O pastor Leonino Barbosa Santiago, mestre em Liderança pela Andrews University, explica que do ponto de vista bíblico, todo cristão deveria passar longe desse tipo de filme.

“O cristão vai pautar sua vida pela Palavra de Deus e o apóstolo Paulo recomenda: ‘encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente’ (Filipenses 4:8). E filmes com temas de terror não atendem esse critério”, alerta o pastor.

Ele lembra ainda que filmes com conteúdos malignos podem ser uma porta aberta para que o mal se instale no lar, e principalmente, na mente de quem assiste.

“Existem várias pesquisas sérias que mostram os efeitos negativos desse tipo de filme sobre a mente humana, principalmente, na de jovens e crianças em formação. Muitos crimes hediondos são cometidos por pessoas que admitem a influência desse tipo de cena”, justifica Santiago.

Na visão do pastor, os prejuízos para a vida espiritual e emocional para quem assiste a filmes de terror são imensos.

“A vida espiritual é edificada por disciplinas espirituais como leitura da Bíblia, oração, meditação, serviço ao próximo e outros. Quando a mente é exposta a cenas que não edificam, então, há o prejuízo espiritual. Além disso, assistir a filmes de terror produz medo, ansiedade, insônia, fobias e traumas mentais. O prejuízo é emocional e físico também. Além de trazer dificuldades sociais, pois desequilibra o comportamento social de quem aprecia esse tipo de filme”, explica.

Para o pastor José Ernesto Conti, da Igreja Presbiteriana Água Viva, outro problema dos filmes de terro é que ele costuma “viciar” as pessoas em conteúdos malignos. “Por isso a maioria desses filmes tem continuação. Essa dependência, qualquer que seja o grau, prejudica toda a nossa saúde mental. Quanto mais jovem nos tornamos dependentes, mais difícil será retornar a liberdade”, alerta.

De acordo com o pastor Conti, o cristão deveria evitar assistir a esse tipo de filme. “Porque gastar nosso tempo assistindo um filme que vai afetar meu corpo e minha mente? Nosso corpo é o templo do Espírito Santo, logo devemos cuidar muito bem dele. Ao assistir a esses filmes abrimos as portas para que todas as impurezas adentrem nossas vidas”, finaliza.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -