Filha de missionários é assassinada em Angola

Foto: Facebook

Yelissa Mendes era filha de um casal de missionários da Jocum Brasil e foi brutalmente assassinada na madrugada de sábado (31). Ex-namorado é acusado pelo crime e está preso

A jovem Yelissa Mendes, 24 anos, foi brutalmente assassinada na madrugada de sábado (31), em Huambo, Angola. Yelissa era professora de inglês e estava concluindo o curso de Literatura Inglesa pelo Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED).

Yelissa Mendes era a filha mais nova do casal de missionários Ismael e Sibeli Mendes Ferreira, que moram no país há quase 30 anos. Eles são fundadores e líderes da base da Jocum na capital do país.

Segundo o site de notícias da Agência Angola Press, uma fonte familiar informou que um dia antes do assassinato, Yelissa enviou mensagem à família comunicando que chegaria mais tarde em casa. Ela iria se encontrar com o ex-namorado, que pretendia liquidar uma dívida financeira.

O corpo da vítima foi encontrado atrás de árvores nas proximidades da floresta do Sacaála, arredores de Huambo. E o carro de Yelissa foi encontrado a uma distância de 10 quilômetros do local do crime.

Nas redes sociais, amigos da jovem se manifestaram e pediram orações pela família. “Oremos pela família dos líderes da base da Jocum em Angola que perderam a filha. Oremos por todos! Que o espírito Santo console a todos!”, diz a mensagem da Jocum Huambo.

Polícia

O porta-voz da Polícia Nacional na província do Huambo, inspetor-chefe Paulo Chindele Cassinda, disse tratar-se de um crime de homicídio qualificado. Segundo ele, o ex-namorado, suspeito do crime, encontra-se sob custódia das autoridades policiais enquanto decorre a instauração do processo-crime para, posteriormente, remetê-lo ao Ministério Público.

Contudo, Cassinda apelou à população no sentido de denunciar indícios criminais, quer na família como na comunidade, para evitar que situações do gênero aconteçam, considerando que as autoridades estão empenhadas na moralização da sociedade.

*Com informações de Jocum


leia mais

Morre aos 93 anos, maestro Bill H. Ichter