23.2 C
Vitória
sexta-feira, 5 junho, 2020

Fifa propõe reduzir salários de atletas

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

‘Forbes’ divulga a lista de celebridades mais bem pagas do mundo

Neymar é o único brasileiro que está entre as celebridades mais bem pagas do mundo

Em vigília de oração, Max Lucado afirma que há esperança em Jesus

Max Lucado participa de vigília de oração por George Floyd e pede aos americanos que se voltem para Cristo

Governo discute se empregará Força Nacional em manifestações de domingo

O governo federal vai discutir a necessidade de empregar a Força Nacional de Segurança Pública nos protestos do domingo, 7, quando estão previstos atos a favor e contra o presidente Bolsonaro

Senado aprova uso obrigatório de máscara em todo o País

O Senado aprovou nesta quinta-feira, 4, projeto de lei que obriga o uso de máscaras em locais públicos e privados enquanto durar a emergência de saúde pública causada pelo novo coronavírus.

Será criado um fundo para membros da comunidade do futebol e que clubes europeus não podem rescindir contratos durante paralisação

A Fifa se reuniu nesta quinta (26) por videoconferência com a Associação de Clubes Europeus (ECA) e com a Federação Internacional de Jogadores Profissionais (FIFPro) para discutir como amenizar o impacto da paralisação de campeonatos em decorrência da pandemia de coronavírus.

A principal medida imposta pela entidade foi a que jogadores negociem uma redução considerável em seus salários. Essa decisão entraria em vigor durante a paralisação dos campeonatos e não é linear, ou seja, não tem impacto igual para todos os clubes e atletas envolvidos.

Os mais afetados seriam aqueles com maior poder econômico. Um dos campeonatos que avaliam essa proposta é a Premier League. Essa medida atingiria até 50% dos salários dos jogadores da competição.

Outras duas medidas acertadas nessa reunião são que os clubes europeus não poderão rescindir com atletas e treinadores enquanto os campeonatos estão paralisados e a criação de um fundo econômico com o intuito de manter a estrutura do futebol atual. A ideia do fundo é juntar centenas de milhões de euros e envolver todos os membros da comunidade do futebol: a Fifa, as confederações, os clubes e os atletas.

Um dos problemas discutidos, ainda, foi a duração do contrato dos jogadores, já que muitos deles têm os vínculos terminando no dia 30 de junho, quando estava previsto o fim da temporada atual. Com isso, eles seriam automaticamente estendidos para a nova data de término da temporada.

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro Sepal em nova data

A data do encontro Sepal, que aconteceria em maio foi alterada para setembro. Medida foi tomada de acordo com as práticas para o enfrentamento da propagação do coronavírus

Vila Mix em Casa Gospel com grandes nomes

Grandes nomes do meio evangélico do Brasil como André Valadão e Deive Leonardo vão participar do VillaMix em Casa Gospel. Evento será transmitido pelo youtube. Saiba mais!

“Carreata da solidariedade”, Marcha para Jesus em SP

Realizada pela organização da Marcha para Jesus, a ação foi batizada de “Carreata da Solidariedade” e será realizada no dia 13 de Junho

Diante do Trono anuncia congresso online

Diante da pandemia do coronavírus, a banda anunciou o "Congresso Mulheres e Moças" online

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Cristianismo pós-pandemia: Impacto e oportunidades

Livro, da editora Vida, reuniu onze especialistas do meio evangélico no Brasil, que discutem pontos cruciais dos efeitos da pós-pandemia O planeta Terra parou por...

Kemuel e Lukas Agustinho em “Algo Novo”; ouça canção

A canção é o primeiro single do novo projeto do grupo, o Kemuel Worship Filhos: lado B

Devocional para profissionais de saúde

Na linha de frente do combate ao Covid-19, os profissionais de saúde têm se exposto a riscos a fim de cumprir sua heroica vocação

Música evangélica de luto! Morre a cantora Fabiana Anastácio

Fabiana Anastácio, 45 anos, estava internada em um hospital de São Paulo e teve complicações após contrair a doença por ser hipertensa, obesa e diabética