24.9 C
Vitória
terça-feira, 21 setembro 2021

Facebook lança recurso de “mensagem de oração” para comunidades religiosas

A ferramenta permite que os usuários realizem pedidos de oração, e outras pessoas respondam com o botão “eu orei”

Por Patricia Scott

Um novo recurso de “mensagem de oração” foi lançado, pelo Facebook, nos últimos dias, nos Estados Unidos, ficando disponível nos grupos privados da plataforma. A ferramenta permite que os usuários realizem pedidos de oração, e outras pessoas respondam com o botão “eu orei”. É possível ainda ser notificado para orar pelos pedidos mais de uma vez.

Para o Facebook, os fiéis são um grupo importante para impulsionar o engajamento da maior rede social do mundo. Por isso, a ferramenta de oração está inserida em um recente movimento estratégico da empresa em relação à comunidade religiosa.

Segundo a diretora de parcerias globais de fé do Facebook, Nona Jones, a Covid-19 acelerou esses esforços. Ela esclareceu que o novo produto de orações foi lançado após a empresa perceber o crescente número de pessoas solicitando oração na plataforma, durante a pandemia.

Facebook lança, nos Estados Unidos, “mensagem de oração” para grupos privados (Ilustração: Kit Doyle)

O Facebook promoveu a primeira cúpula virtual da fé, em junho, com líderes religiosos. No evento, transmitido online no Facebook Live, a diretora de operações Sheryl Sandberg, ressaltou um futuro em que os líderes se conectarão com os fiéis utilizando ferramentas de realidades virtual e aumentada. As comunidades religiosas representam “o melhor do Facebook, e esperamos mantê-lo assim, agora e no futuro”.

Líderes religiosos, em entrevista à Reuters, opinaram sobre a novidade. Alguns receberam bem a iniciativa em um tempo em que suas comunidades precisaram ficar isoladas. Outros afirmaram aprovar o novo recurso. No entanto, gostariam do mesmo comprometimento que a empresa demonstrou ao lançar as “mensagens de oração”, no combate ao discurso de ódio que muitas comunidades religiosas são vítimas na plataforma.

Com informações Reuters

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se