Exclusão social afeta 15 famílias cristãs na Índia

Foto: Reprodução

Grupos hindus extremistas tem espalhado mentiras sobre cristãos e influenciado moradores locais

Na Índia Central, recentemente quinze famílias foram excluídas socialmente por pessoas de sua vila, que são em sua maioria hindus. De acordo com um parceiro local, os moradores da vila são influenciados por grupos extremistas hindus que visitam o local com frequência e espalham mentiras sobre os cristãos.

“O comitê local decidiu não permitir que os cristãos bebam água do poço público. Quem não mora na vila pode conversar com cristãos, mas se alguém da vila é visto com eles, é multado”, afirma a fonte. Os cristãos também vivem sob constante ameaça de radicais, que os alertam constantemente que serão agredidos ou mesmo mortos se continuarem com a fé cristã.

Mais de 50 casos de exclusão social ocorreram na primeira metade de 2018, com 730 pessoas afetadas. Muitas dessas são vítimas frequentes de agressão física ou forçados a deixar suas casas por segurança. A Índia ocupa da 11ª colocação na Lista Mundial da Perseguição 2018 dos 50 países onde é mais difícil ser cristão.

Socorro emergencial

O hinduísmo extremista tem avançado e a perseguição se intensificado no país, principalmente nas aldeias e comunidades rurais onde cristãos estão mais vulneráveis. A Missão Portas Abertas tem recebido doações para patrocinar uma equipe de assistência jurídica, além de alimentos e itens básicos para proporcionar o mínimo de conforto aos cristãos indianos.  Saiba mais no site da instituição.

*Com informações da Portas Abertas.


Leia mais

Aumenta perseguição a cristãos na Índia após troca de Poder
Campanha de oração pela Índia
Suprema Corte descriminaliza homossexualidade
Cristãos indianos feridos em ataque

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!