21.6 C
Vitória
sexta-feira, 12 agosto 2022

Ex-presidente peruano comete suicídio para evitar prisão

Foto: Reprodução

Alan García disparou contra si mesmo

O ex-presidente do Peru Alan García morreu após atirar contra a própria cabeça na manhã de hoje (17) quando ia ser detido pela polícia em sua casa no bairro de Miraflores, em Lima. Ele era acusado de corrupção em caso envolvendo a Odebrecht.

García foi encontrado com vida e levado com urgência ao Hospital Casimiro Ulloa, na capital peruana. O ministro da Saúde, Zulema Tomás, em entrevista coletiva, disse que García foi operado e ressuscitado, após sofrer três paradas cardiorrespiratórias na sala de cirurgia. Acabou por não resistir e a Divisão Criminal do Peru (Diningri) “anunciou que Alan García está morto”.

Ordem de prisão

Nesta manhã, dia 17, os agentes da Divisão de Investigação de Crimes de Alta Complexidade chegaram à casa do ex-presidente, em Miraflores, para cumprir a ordem de prisão contra ele. As fontes indicaram que ele já foi encontrado ferido.

O ex-presidente estava sendo investigado por supostos subornos na construção de um trem para Lima, projeto da brasileira Odebrecht. Foram presos o ex-secretário geral da Presidência, Luis Nava, e o ex-vice-presidente, Miguel Atala.

Sobre

Alan Gabriel Ludwig García Pérez (Lima, 23 de maio de 1949) era advogado e político peruano, presidente de seu país por duas vezes, entre 28 de Julho de 1985 e 28 de Julho de 1990 e entre 28 de Julho de 2006 e 28 de Julho de 2011 .

*Com informações de agências. Atualizado às 13h06.


leia mais

A piora do Brasil no ranking de corrupção da transparência

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se