Coragem para evangelizar no gelo

Foto: Reprodução

Missionários vão até às zonas mais frias do planeta para evangelizar população isolada, que vive no gelo

Você teria coragem de ir até um lugar mais frio do planeta para evangelizar? A organização missionária Slavic Gospel Association (SGA) está ultrapassando os limites do clima para alcançar populações que vivem nas regiões mais frias da terra. É o evangelho no gelo.

Os missionários enfrentam temperaturas que chegam a 40 graus negativos e surpreendem até mesmo os moradores locais. Um dos integrantes da equipe é Eric Mock, que enfrentou a temperatura de menos 42 graus na região de Yakutia, na Rússia. O frio é tão intenso que pode matar qualquer ser humano.

Doações
O trabalho dos missionários é feito através de doações. Eles levam roupas aquecidas, comida e combustível para os moradores. Em lugares como na Ucrânia, muitos moradores passam por necessidades.

“Há pessoas que permanecem naquela região apanhadas no fogo cruzado que vivem em casas onde até as janelas foram explodidas. Eles têm cobertores nas janelas, tentando se aquecer. Com a chegada do  frio, é um momento de medo, especialmente para os idosos ou crianças pequenas. Mantê-los aquecidos é muito difíci”, disse Eric Mock, ao Christian Network News.

Foto: Dapd, Lukas Barth
O Evangelho no gelo

Os riscos envolvidos na missão cristã surpreenderam até mesmo os moradores locais, que não imaginavam receber um acolhimento em condições tão extremas. “Parados na neve para ajudá-los, eles queriam ouvir primeiro o Evangelho pra depois ter comida”, destacou o missionário.

A solidariedade dos missionários à população ficou mais fácil falar de Deus para as pessoas. “Queremos ouvir o que você tem a dizer, porque vemos que você se importa conosco”, disse o homem ao missionário.

Eric Mock afirma que a população entende que o amor precisa ser demonstrado na prática. “Se fosse apenas por causa de cobertores e aquecedores, eu realmente pensaria que não deveríamos fazer parte disso, porque realmente não transformaríamos suas vidas. O evangelho é central. O ministério da compaixão se torna a ação que tomamos e a construção de pontes que são conduzidas para transmitir o Evangelho, para que suas vidas sejam transformadas”, concluiu o missionário.

*Com informações de Christian Network News.


leia mais

Projeto Pepe muda realidade de crianças no México
Kanye West e à população carcerária norte-americana