22.4 C
Vitória
domingo, 24 janeiro 2021

Evangelismo no século 21: como desenvolver?

Em primeiro lugar, o ‘evangelismo’ deve sempre seguir as palavras do próprio Jesus. Como uma pregação voltada para Século (XXI) pode ser considerada ‘diferente’?

“Pregação secular?” O processo sagrado de proclamar à Palavra de Deus, que é atemporal e infalível, pode ser diferente. Entretanto, qual seria a diferença em pregar no ginásio da escola ou dentro de uma igreja tradicional? É uma ótima pergunta.

Muitos plantadores de igrejas da América do Norte entenderam a diferença, no entanto, outros não. Há alguns que compreenderam a distinção e se comunicam diretamente com o coração da platéia com sinceridade, precisão e grande poder.

Há mensagens cuidadosamente elaboradas, mas o público, pode parecer desatenta e sem inspiração. O que explica essa diferença? Domingo a domingo, John Piper e David Platt parecem ter seu público inclinado para a frente, engajado e ocupado fazendo anotações para aplicação pessoal profunda.

Alguns plantadores tiveram o benefício de “caminhar” em ambientes missionários sob hábeis comunicadores do evangelho. E esses poucos abençoados têm inúmeras vantagens ao abordar seu próprio ofício na pregação do evangelho. Eles percebem e explicam a diversidade da visão de mundo em seu público. E por causa dessa sensibilidade, têm uma abordagem diferente. Olhe para dois exemplos.

Empatia com seu público

A maioria das mensagens que experimentamos foram entregues a uma audiência com uma visão de mundo completamente cristã. Assim, a grande maioria dos ouvintes está bem familiarizada com os principais temas da cultura dos fiéis. Porém, este não é o contexto de pregação que a maioria experimentará como plantador de igrejas, pois seu ministério os levará profundamente aos campos de colheita.

Para a maioria dos plantadores de igrejas, o público que eles reunirão pensará e se comportará de maneira muito diferente do que a multidão que está do “outro lado da rua”. Essa “congregação” filtrará as informações de maneira muito diferente daquelas que estão na Igreja há muito tempo.

O público de cristãos convencionais é diferente do público secularista, ou laicistas que não aceitam a influência da religião no destino dos homens. Cristãos tradicionais e secularistas, aprofundaram essa compreensão por meio de maneiras radicalmente divergentes, em que cada grupo aborda esse assunto de forma diferente. Por isso, é importante termos essa compreensão de “público” ao pregar à Palavra.

Secularismo

Essa divergência de visão de mundo é claramente aparente. Como nossa metodologia de proclamação deve se ajustar em benefício de uma platéia que precisa desesperadamente experimentar o evangelho de Cristo? A pergunta missionária atemporal é a seguinte: Como devemos nos adaptar em prol do evangelho?

O proclamador precisa entrar na pele de seu público e ouvir o sermão de seu lugar no banco. Ao investir tempo e energia, não se associando superficialmente aos não-cristãos, ele terá instintos valiosos ao abordar o processo de pregação com uma congregação que inclui um crescente número de pessoas que nunca tiveram o contato com o evangelho.

Portanto, o pregador deve estar plenamente consciente de que sua audiência não está condicionada à cosmovisão cristã e, dessa forma, sua sensibilidade cultural precisa ser aguçada significativamente.

Para comunicadores eficazes, esta é uma oportunidade para uma explicação graciosa de como uma cultura do Reino constrói uma pessoa melhor, uma família melhor e uma sociedade melhor. Pois tudo no universo foi projetado para o Reino de Deus.

Com essa sensibilidade profundamente enraizada no coração dos pregadores missionários, sua abordagem para construir uma mensagem geralmente difere significativamente da maioria da cristandade. Há cinco ingredientes adicionais: estruturar o problema, fornecer uma resposta bíblica, fazer dois tipos de aplicativos, apresentar um problema maior e, finalmente, fornecer uma oportunidade para a resolução.

Enquadre a questão

O público precisa entender que o que está prestes a ser comunicado não é apenas substancialmente espiritualmente, mas tem relevância direta para suas vidas. Um exemplo é quando o pregador pode estar prestes a lançar uma mensagem biblicamente exata, mas pode, sem querer, priorizar o sermão acima do público.

E se, em vez de começar com o sermão, o pregador começasse com as necessidades da audiência reunida? A partir dessa mesma passagem, a mensagem é apresentada com uma pergunta instigante, como: “Você já sentiu que suas orações nunca passam do teto?

Depois que o mensageiro se identifica com seu público, há um auditório cheio de pessoas, espiritual e emocionalmente, prontas para uma jornada. A partir desse ponto, a mensagem, pode ser pregada contrastando o vazio e a devastação da religião criada pelo homem contra a realidade vivificante de um relacionamento com Deus.

Depois que o público é pessoalmente lembrado dessa necessidade, seus corações e mentes ficam muito mais abertos e prontos para receber a resposta. Assim, a proclamação fiel do evangelho dentro da secularidade deve sempre seguir as dicas do próprio doador do evangelho. A Encarnação de Cristo era essencialmente missionária. Como a pregação fiel poderia ser diferente?

*Com informações de Christianity Today 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Profeta à mesa do rei?

A Igreja de Jesus Cristo tem sobre si a responsabilidade de ser a voz profética que denuncia o pecado e toda sorte de injustiças.

Violência sexual, castigo psicológico e a restauração pelo evangelho

Depois de viver na prostituição por 17 anos, mergulhar nas drogas, sofre abuso sexual, a norte americana, Sariah Hastings teve a sua vida transformada pelo evangelho. Saiba mais!

Missão saúde no Amazonas

Além de compartilhar o evangelho para os ribeirinhos no Amazonas, voluntários missionários do Brasil levam remédios e cuidados médicos através do Missão Saúde. Saiba mais!

A saga de um jovem evangelista brasileiro nas ruas de Roma

Evangelistas brasileiros estão pregando e orando por cura nas ruas de Roma, na Itália: "Jesus está no coração da humanidade", afirma Luca Martini

Justin Bieber quer se tornar ministro da Hillsong

Artista pretende está estudando para se tornar ministro em uma das maiores igrejas evangélicas do mundo, a Hillsong 

Entidades pedem afastamento do arcebispo de Belém

O Arcebispo de Belém Dom Alberto Taveira, alvo de investigações por suposto abuso sexual contra seminaristas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Glorify, o app para meditações e devocional diário

Criado em 2019 na Inglaterra, o app Glorify acaba de chegar ao Brasil na versão em português. Trata-se de um app voltado para reflexões, meditações guiadas, orações e passagens bíblicas.

Fé na caminhada cristã! Fernandinho batiza os filhos

Ao lado do pastor Rodrigo Oliver, Fernandinho batizou seus filhos neste domingo, 17 e escreveu no instagram: "Um dos melhores dias das nossas vidas", escreveu o artista.

Vietnã ganha a primeira Biblioteca pública cristã

Vietnã ocupa a 19 colocação na Lista Mundial da Perseguição de 2021, da Portas Abertas. Saiba mais!

“A Deus seja a glória”, Nani Azevedo sai do hospital

Internado há vários dias por complicações de covid-19, o cantor Nani Azevedo recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira, 15.