20 C
Vitória
quarta-feira, 23 setembro 2020

Mais evangélicos divorciados estão indo à igreja

Leia também

Ainda não foi definida data para ‘follow on’ da BR Distribuidora, diz Petrobras

A venda das ações foi aprovada pelo Conselho de Administração em 26 de agosto, mas que a efetivação depende de diversos fatores

Em depoimento à corregedoria, Flordelis se emociona

Cabe ao plenário, no entanto, decidir se a acusação de assassinato é ou não motivo para perda do mandato de deputada

Especialistas e produtores se unem contra política ambiental do governo no STF

Camargo Neto afirmou que "infelizmente" foi preciso uma pressão externa para o Brasil colocar foco na preservação da Amazônia

A presença deles supera outras tradições, mas ainda fica muito atrás dos evangélicos casados

O divórcio tornou-se comum o suficiente para afetar todos os cantos da sociedade americana, incluindo a igreja. As congregações precisam equilibrar suas convicções e seu senso de acolhimento, mantendo a instituição do casamento e ao mesmo tempo, oferecendo um lugar de apoio para aqueles que estão se divorciando.

A Pesquisa Social Geral vem perguntando às pessoas sobre o seu estado civil desde o seu início em 1972. A pergunta é feita da seguinte maneira: “Você está casado – atualmente, viúvo, divorciado, separado ou nunca foi casado?” Portanto os resultados abaixo mostram apenas aqueles que estão atualmente divorciados ou separados.

A suposição comum de que a grande maioria dos cristãos é casada costumava ser verdadeira, mas não é. Em 1972, quase três quartos de todos os cristãos eram casados ​​(73,1%), mas misso diminuiu mais de 20 pontos percentuais nas últimas quatro décadas.

Agora, apenas uma pequena maioria dos cristãos relata que eles são casados ​​(52,4%). Muitos observaram que mais jovens cristãos estão adiando o casamento ou permanecendo solteiros para sempre. Os dados mostram que os cristãos de hoje têm duas vezes mais chances do que em 1972 de nunca se casarem (24%). E também têm duas vezes mais chances de se divorciar (17%).

A Igreja e os Divorciados 

Muitas igrejas têm lutado com o modo de ministrar aos membros que se separaram e se sentiram mais socialmente isolados como resultado. O divórcio parece especialmente pesado nas tradições teológicas. Mesmo em casos de abandono ou adultério.

Segundo a pesquisa, as mulheres têm muito mais probabilidade de sofrer economicamente do que os homens após o divórcio. Ambos fatores podem levar um sentimento de estigmatização. Mas através as mulheres divorciadas não são impedidas de frequentar a igreja.

As mulheres divorciadas têm maior probabilidade de comparecer regularmente a igreja do que os homens divorciados. Embora essas tradições religiosas sejam frequentemente vistas como tendo uma visão conservadora do casamento, a mudança pode sinalizar que parte do estigma que mantém os divorciados está desaparecendo.

Enquanto historicamente as mulheres divorciadas eram consistentemente mais propensas a frequentar a igreja do que os homens divorciados, as falas convergiram nos últimos cinco anos. A participação de mulheres católicas divorciadas diminuiu significativamente desde meados da década de 90.

Cerca de 40% dos evangélicos divorciados frequentam a igreja quase todas as semanas, com a mesma frequência ou mais do que católicos casados ou protestantes. A diferença entre evangélicos casados ​​e divorciados é pelo menos duas vezes maior do que qualquer outra tradição cristã, em 20 pontos percentuais.

Jesus disse a seus discípulos: “A colheita é abundante, mas os trabalhadores são poucos” (Mateus 9:37). Se as igrejas querem continuar vendo crescimento em sua participação, equipar os trabalhadores para receber, incluir e ministrar às pessoas divorciadas e separadas em suas comunidades pode ser um uso sábio dos recursos.

Pesquisas Anteriores 

Pesquisas anteriores da LifeWay mostraram a dificuldade de ministrar àqueles que sofreram um casamento desfeito. Entre os frequentadores regulares que se divorciaram, um terço não deixou seu pastor saber que eles estavam tendo dificuldades. Alguns optaram por mudar de igreja, parar de levar as crianças à igreja ou deixar de comparecer.

Uma congregação de cristãos acolhedores e prestativos pode ser exatamente o que eles precisam. Muitas pessoas nessas situações perderam a família e os amigos, bem como o cônjuge, e são afastados dos mesmos ritmos e laços relacionais que construíram como casal. Pode ser incrivelmente isolante e espiritualmente desgastante.

*Com informações do Christianity Today. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

“Holy”, o clipe emocionante de Justin Bieber

A canção fala de fé e a contextualiza também em um relacionamento amoroso, como o casamento. Conheça a canção!

O batismo nas águas é indispensável à salvação?

Pergunta anônima Batismo nas águas, segundo as escrituras, é uma ordenança do Senhor Jesus: “Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em...

Estou livre para me casar novamente?

Pergunta anônima O padrão divino para o casamento é, segundo as palavras de Jesus, que seja indissolúvel (Mc 10:9). Entretanto, no caso em tela, uma...

A igreja deve se posicionar sobre as eleições?

A FAVOR Se a natureza institucional da igreja tem correlação direta com o exercício da cidadania, pois a mesma se constitui de cidadãos, parece-nos razoável...

Preciso ter o chamado para fazer Missões?

Pergunta anônima de um leitor Comunhão "O chamado de Jesus para todos os cristãos, descrito em Mateus 28:19 e 20, “Ide por todo mundo e...

David White, de “Deus não está morto”, anuncia separação

Casados há 16 anos, o casal David AR White e Andrea Logan anunciaram separação. "O divórcio veio depois de muitas orações e aconselhamentos durante muitos anos". Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live Elementos Essenciais do Discipulado

Como os Estudos da Bíblia de Discipulado podem ser usados em microgrupos de discipulado entre pessoas recentes na fé. Saiba mais!

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!
- Publicidade -

Plugue-se

Qual o segredo para viver feliz?

É possível viver feliz neste mundo confuso e perigoso? Livro mostra como e onde podemos encontrar a ajuda para encontramos com a felicidade.

Vídeos sobre a Bíblia alcançam 1 milhão de pessoas no Tik Tok

Produzidos por Jey Reis, 17 anos, os vídeos diários, que são publicados no Tik Tok, falam sobre Jesus. Saiba mais! !

“Inesquecível”: a história da professora que morreu para salvar crianças

Filme vai contar a história da professora Heley de Abreu, que deu avida para proteger crianças de um incêndio, em Janaúba (MG). Saiba maiws!

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...