Eu escolho a esperança

Leia também

Mercado de capitais melhora em julho; captações somam R$ 34 bilhões

O mercado exibiu no mês passado R$ 30,8 bilhões em captações, a queda foi de 49,2%.

Transporte interestadual abre guerra judicial entre governo e empresas

O governo já venceu em 18 ações e foi derrotado em apenas uma. Outras três seguem em tramitação

São Paulo registra 628.415 casos confirmados pela covid-19

Houve um aumento de 5% no número de óbitos na última semana em relação ao período anterior

Estamos iniciando um novo semestre e certamente ainda carregando mais dúvidas do que certezas

Duas realidades espirituais distintas tomam lugar nesse panorama e momento histórico.Uma delas pode ser sintetizada pela palavra DESORIENTAÇÃO.

Tente colocar-se no lugar dos discípulos cuja história está registrada em Lucas 24:14 -33. Na verdade esses dois reproduzem a reação de um sem número de outros contemporâneos que, a partir do que ouviram de Jesus e da interpretação que fizeram dessas mesmas coisas, criaram uma expectativa triunfalista registrada no versículo 21: Esperávamos que fosse ele o que remisse a Israel…

Durante anos temos ouvido mensagens com essa perspectiva exegética e que, em não se cumprindo, deixam seus seguidores em estado de desorientação.

A outra realidade que se apresenta nesse momento é a que se registra no mesmo capítulo em apenas um versículo, o primeiro: Foram elas ao sepulcro, levando as especiarias que tinham preparado. Essa realidade pode ser sintetizada pelo palavra ESPERANÇA.

Certamente elas não sabiam explicar o que estava acontecendo, mas ouviram o Senhor falar que ele deveria morrer, o que de fato aconteceu. Essas mulheres enfrentaram a dura realidade, prepararam-se para ela e foram brindadas pelo inesperado, do ponto de vista delas.

Nossa fé e teologia precisam de um pouco mais dessa atitude: fazer o que precisa ser feito mesmo que não entenda o quadro inteiro, mesmo que minhas interpretações tenham me levado para uma direção que não contemplava o que estou vendo e vivendo no presente.

Virar as costas pra realidade, usar o negacionismo teológico ou filosófico, abandonar as crenças mais profundas ou mesmo buscar amparo no ativismo (como fez aquele que voltou ao mar) de nada adiantará. O fato é que Deus não precisa ratificar minha corrente teológica porque quem escreve a história é ele, não aqueles que ao tentar interpretar a profecia vaticinam o ainda por vir.

Prepare seus unguentos, levante-se de madrugada, junte-se com quem tem essa mesma disposição de servir e surpreenda-se ao ouvir a verdadeira interpretação dos fatos que só é dada àqueles que não se furtam a continuar enfrentado a realidade, por mais frustrante ou desafiadora que possa parecer.

Cheio de esperança!

Dinart Barradas é pastor e diretor do ministério de Educação de Filhos (GFI) da Universidade da Família (UDF) de São Paulo.

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Canta Recife Experience com Rodolfo Abrantes e esposa

O Canta Recife Experience é o primeiro evento drive-in cristão do Nordeste. Saiba mais!

Semana de lives da Consciência Cristã 2021; Confira as datas!

O tema das lives, que acontece de hoje, 3, até sábado, 8, é "Feitos à imagem de Deus", que será a abordagem do Consciência Cristã 2021

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Lagoinha abre curso Linhas de ensino; Saiba mais!

As aulas das turmas do primeiro módulo do Curso Linha de ensino se iniciam a partir de 17 de agosto. Saiba mais!

Plugue-se

‘Fala, Pai’: podcast especial para homens

O "Fala, pai" apresenta  31 reflexões, com cerca de três minutos voltadas para os homens. Saiba mais!

Dia dos Pais: aqueça os corações com um bom filme

O Dia dos Pais é celebrado neste domingo, 9, mas que tal aproveitar o fim de semana para aquecer o coração com um filme especial?

“Confiar” é o terceiro single de Larissa e Isabela pela Sony

Larissa e Isabela são vencedoras do Festival de Música Gospel Eagle, edição ES, que aconteceu em setembro do ano passado

Como o estudo da Bíblia pode transformar uma pessoa

No Rio Grande do Sul, uma mulher passou a estudar a Bíblia sozinha. Hábito  alcançou toda a família e foi todo mundo transformado a partir do estudo da Bíblia