22.9 C
Vitória
quarta-feira, 5 agosto, 2020

Estudo alerta para o uso intensivo do celular

Leia também

Documentos mostram provável origem do material que destruiu a capital do Líbano

A carga perigosa do navio foi descarregada e colocada no Hangar 12 do porto de Beirute, uma grande estrutura cinza de frente para a principal rodovia norte-sul do país

PIB contraiu 11,2% no 2º trimestre de 2020

Em relação ao segundo trimestre de 2019, a queda na atividade econômica apontada pelo IAE foi de 11,7%

Esperamos que agosto seja o pico da covid-19 nas Américas, diz Jarbas Barbosa

Durante a coletiva, o diretor-assistente da Opas comentou o fato de que o padrão de transmissão da doença na América Latina tem se mostrado distinto da Europa

O uso intensivo do telefone celular aumenta o risco de sofrer um tipo câncer cerebral agressivo, segundo o estudo publicado por pesquisadores da universidade de Bordeaux na revista especializada “Occupational & Environmental Medicine”.


A equipe dirigida por Gaëlle Coureau demonstra que há dois tipos de tumores associados a uma prolongada exposição à radiofrequência desses aparelhos: os gliomas, agressivos, e os meningiomas, mais fáceis de operar. As pessoas que utilizam o telefone portátil mais de 15 horas por semana, o que representa 30 minutos ao dia, têm maior risco de que esses tumores se desenvolvam.

Os pesquisadores analisaram o perfil de 450 doentes de câncer e usuários de telefone celular acima de 15 anos entre junho de 2004 e maio de 2006 em quatro regiões da França e o compararam com 900 usuários em perfeito estado de saúde.

Outros estudos

O estudo “Cerenat” confirma as conclusões do Centro Internacional de Pesquisas sobre o Câncer (CIIC), que no ano passado estabeleceu que “existe uma possível conexão entre o uso do telefone portátil e a aparição de gliomas”.

O estudo também encontrou inconsistências em estudos anteriores, que ligavam o uso pesado de telefones móveis ao câncer. Em contraste com trabalhos anteriores, por exemplo, a pesquisa francesa determina que o câncer gerado ocorre no lado contrário ao uso comum do telefone – e não no mesmo lado, como era acreditado antes.

No entanto, os pesquisadores enfrentam dificuldades para ter filtrar os riscos reais de usar telefone dentre os demais fatores do estilo de vida moderno como fumar, por exemplo. “É difícil determinar um nível de risco, se houver, especialmente com a constante evolução da tecnologia de telefonia”, afirma o estudo.

Fonte: Revista Época

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Semana de lives da Consciência Cristã 2021; Confira as datas!

O tema das lives, que acontece de hoje, 3, até sábado, 8, é "Feitos à imagem de Deus", que será a abordagem do Consciência Cristã 2021

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Lagoinha abre curso Linhas de ensino; Saiba mais!

As aulas das turmas do primeiro módulo do Curso Linha de ensino se iniciam a partir de 17 de agosto. Saiba mais!

Fórum literário: O absurdo, a esperança e mais além

Realizado desde 2016, o Fórum literário é um curso para peregrinar nos caminhos da arte e da fé cristã. Evento, que será online, começa hoje, 27. Saiba mais aqui! 

Plugue-se

Doses diárias de sabedoria com devocional de Provérbios

O devocional de provérbios é um lançamento da gravadora Nova Fase, apresentado pelo pastor Alirio Misael

Mari Borges passa a integrar o time de artistas da Musile

Cantora mineira, que tem 11 anos de carreira, vem crescendo nas plataformas. Seu canal no Youtube ultrapassa os 600 mil inscritos

Amanda de Sá feat Sanderson Moraes “Nossa bandeira”

Nossa bandeira é o terceiro lançamento da artista pela Sony music desde que venceu o festival de Música Eagle, edição ES, em setembro do ano passado

Todd White sobre arrependimento: “encontrei Jesus de novo”

Em uma recente pregação um dos maiores evangelista de jovens cristãos dos últimos tempos, Todd White disse estar arrependido por não pregar ‘todo o Evangelho’.