Estudantes serão estimulados a promover a Matemática

É comemorado em 6 de maio, o Dia Nacional da Matemática. A Matemática faz parte da nossa vida. Os números, as figuras geométricas, as relações entre as quantidades estão em toda parte: no supermercado, nas músicas, nas receitas culinárias, no esporte, entre outros. 

E a partir do mês de junho, os estudantes da rede pública estadual vão contar com mais um incentivo para o aprofundamento de estudos, por meio do Projeto de Iniciação Científica e do Projeto de Monitoria em Matemática, que são ações do “Programa Matemática na Rede: Preparando Campeões”. A ideia é que com os projetos os jovens talentos participem de aulas de aprofundamento de estudos, sejam monitores do reforço escolar para outros estudantes e participem cada vez mais de competições e feiras de Matemática.

Para o projeto de Iniciação Científica em Matemática, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), irá selecionar 50 professores de Matemática. A chamada pública para seleção desses professores orientadores será publicada nesta sexta-feira (6).

Inicialmente, 50 escolas, de 34 municípios, receberão o Projeto de Iniciação Científica em Matemática. Serão 50 professores orientadores e 1.500 estudantes de Iniciação Científica em Matemática, que serão beneficiados com aprofundamento de estudos específicos para a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O aprofundamento é fruto da parceria com a Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes).

Essas escolas que, inicialmente, receberão o Projeto de Iniciação Científica em Matemática foram selecionadas na rede estadual, considerando o histórico de premiações nas edições OBMEP e o resultado da OBMEP 2015. Cada escola contará com duas turmas de 15 alunos cada, que serão atendidos por professores orientadores, presencialmente e virtualmente, de junho a dezembro desse ano. Esses professores receberão uma bolsa no valor de R$ 800,00, além de certificação emitida pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes).

O professor orientador de Iniciação Científica em Matemática terá o papel de identificar os estudantes com menção honrosa na OBMEP 2015 e os destaques na 1ª Fase da OBMEP 2016; organizar e oferecer para esses alunos encontros preparatórios (aulas/atividades) de Iniciação Científica em Matemática; incentivar a atuação dos alunos de Iniciação Científica como Monitores de Matemática na escola; o e cadastrar, acompanhar e assessorar o aprofundamento de estudos dos estudantes via Portal da Matemática da OBMEP.

Para o projeto de Monitoria em Matemática, o objetivo principal é oferecer aprofundamento de estudos específicos em Matemática, via plataforma virtual da OBMEP, tanto para os professores orientadores de monitoria, quanto para os alunos monitores de matemática. Ambos serão acompanhados por coordenadores de polos e receberão certificados de orientação de monitoria em matemática pela parceria (Sedu/Fapes).

Com o projeto, todas as escolas da rede pública estadual poderão organizar atividades de monitoria em Matemática com os estudantes, sob a coordenação de professores regentes de Matemática, desde que a escola faça adesão ao projeto de Monitoria em Matemática.

A partir da próxima semana, as escolas receberão orientações para fazerem adesão ao projeto de Iniciação Científica em Matemática, permitindo assim, tanto ao aluno e ao professor, a possibilidade de participação no projeto.

Seleção para professor orientador
Para se inscrever, o professor deve preencher o formulário da Fapes, apresentar os documentos: CPF, RG e comprovante de residência, em nome do candidato, cópia do diploma do curso de mais alto nível do candidato, além de apresentação de declarações comprovando a experiência específica e tempo de serviço como professor de matemática (conforme especificado no edital). A inscrição poderá ser feita a partir desta sexta-feira (6) e deverá ser enviada por meio do Sistema de Informação e Gestão de Projetos (SigFapes), acessando o site www.sigfapes.es.gov.br, e clicando em “Editais Abertos” – “Matemática na Rede”.

Para participar do Projeto de Iniciação Científica em Matemática, o professor deve ter licenciatura plena ou bacharelado em Matemática; ser professor de Matemática atuando, preferencialmente, na rede estadual de Ensino; ter disponibilidade para atuar aos sábados e as quartas-feiras em encontros preparatórios, totalizando 10 horas semanais:, e, ter, preferencialmente, participação ativa na escola com a OBMEP.