Estado Islâmico lança canal em português, às vésperas das Olimpíadas

Rita Katz, diretora do site Intelligence Group, grupo que monitora as ações do Estado Islâmico (EI) em todo o mundo, denunciou o surgimento da “primeira mídia jihadista em língua portuguesa”.

Um canal de comunicação pela internet, chamado de “Nashir Português” surgiu pelo aplicativo Telegram. Similar ao Whatsapp, a plataforma é encriptada e serve para a troca de mensagens, vídeos e discursos oficiais do seu líder, Abu Bakr al-Baghdadi. Ele está ligado a uma agência de notícias do EI chamada Nashir News, que está disponível em outras línguas e no passado foi responsável pelo recrutamento de voluntários para combater na Síria e no Iraque. Essa ferramenta on-line cadastra adeptos de forma já conhecida pelos serviços de inteligência.

Pelo o que se sabe, as primeiras mensagens publicadas no canal em português são traduções de discursos do porta-voz do EI, Abu al-Adnani. A imprensa em Portugal deu amplo espaço à denúncia na internet e programas de TV, enquanto a brasileira preferiu se calar. O fato de as Olimpíadas ocorrerem no Brasil em agosto pode ter sido o motivador para o lançamento do canal.

Nas últimas semanas foram identificados portugueses que estão tentando arregimentar seguidores para o EI pelas redes sociais. Steve Duarte Amieiro e Celso Rodrigues da Costa foram identificados como os responsáveis pela articulação do canal do Telegram.