Espírito Santo é o primeiro estado do país a distribuir repelente para gestantes

As grávidas receberão o repelente durante a consulta do pré-natal.

O combate ao Aedes aegypti continua e a prevenção também. Para evitar que grávidas sejam contaminadas pelo zika vírus, uma das doenças transmitidas pelo mosquito, o Governo do Estado está distribuindo repelentes nas Unidades de Saúde desde o fim de janeiro.

De acordo com estudos não confirmados, o zika vírus pode ser o responsável pelos casos de microcefalia em bebês durante a gestação, caso a mulher seja infectada.
O Governo comprou 75 mil frascos do produto. A Secretaria Estadual de Saúde recebeu até agora 10 mil produtos, o restante está previsto para chegar ao Estado até o fim de fevereiro. A gestante receberá dois repelentes de 200ml a cada consulta do pré-natal realizada na rede pública.