29.9 C
Vitória
terça-feira, 18 janeiro 2022

Especialista orienta como e quando ensinar crianças a orar

“As crianças são muito puras e têm uma capacidade surpreendente de aprender. O ato de orar é muito pessoal, mas não é preciso grandes conhecimentos teológicos para ensinar”

Por Marlon Max

Uma das coisas mais importante que um pai e uma mãe podem ensinar ao filho é conversar com Deus. São incalculáveis os benefícios na vida de uma criança que aprende que sempre pode recorrer a Deus e que Ele ouve e responde a suas orações.

Muitos pais adiam esse aprendizado por muito tempo. Ou deixam esse tipo de ensinamento somente a cargo da igreja. Segundo especialistas, o momento ideal de ensinar uma criança a orar é assim que ela começa a falar.

Para compreender quando e como ensinar uma criança a orar, Comunhão conversou com a psicopedagoga, escritora e pastora Karine Monteiro que detalhou como deve ser a rotina dos pais cristãos almejam aproveitar da melhor forma a infância de seus filhos, instruindo-os sobre Deus e seus atributos, através da oração.

Karine Monteiro é  autora do livro infantojuvenil “Chat com meu melhor amigo”, além de produtora de conteúdos cristãos para pequenos grupos e planos devocionais para o App YouVersion (Bíblia online). Como pastora ela atua no  Ministério de Grupos de Conexão e da Nova Igreja Online. Confira a entrevista!

Karine Monteiro
Karine Monteiro – psicopedagoga, escritora e pastora // Foto: reprodução

Comunhão: Existe alguma idade específica para começar a ensinar a criança a orar?

Karine Monteiro – Desde o nascimento a criança percebe o ambiente em que vive e reage a ele através de suas emoções primárias, porque ela ainda não tem a compreensão cognitiva de um adulto, mas isso não é um impeditivo para que ela receba estímulos que a ajudarão em seu processo de aprendizagem.

Quando o assunto é oração, sabemos que ela é realizada com palavras, porém, a sua ação é espiritual e, por isso, a criança, que ainda tem poucos meses de vida, não precisa ter muito entendimento, e sim a experiência espiritual desse momento. Quando Jesus foi questionado pelos sacerdotes a respeito das crianças o estarem reconhecendo, Ele respondeu mencionando as Escrituras: “Ensinaste crianças e bebês a te dar louvor.” (Mateus 21:16b – NVT)

Isto mostra que é plenamente possível conectar as crianças a Deus através da oração, independentemente da idade. Os pais podem e devem orar pelo bebê, diariamente, tanto para abençoá-lo quanto para que isso se torne parte do processo de desenvolvimento espiritual da criança.

Como fazer a criança entender o propósito da oração?

A criança é um ser que está em processo de aprendizagem constante, ela é muito perceptiva, reage a estímulos e costuma reproduzir em seu comportamento aquilo que observa em seu ambiente.

Quando os pais têm o hábito de orar como um propósito familiar e estimula a criança a participar desse momento, naturalmente, ela aprenderá por imitação, repetição e rotina desde os primeiros anos de vida.

“Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles.” (Provérbios 22:6 NVI)

É importante que os pais adequem as palavras das orações à idade e ao cotidiano da criança para que ela participe ativamente desse momento. Os pais devem explicar à criança que a oração é um tempo para conversar com Deus, porque Ele está vivo e quer estar com ela em todos os momentos, sejam eles bons ou ruins.

Para que a criança entenda melhor esse momento de oração é fundamental que ela tenha contato com a Bíblia. Quando os pais leem para a criança sobre as pessoas que oravam a Deus e como Ele respondia suas orações, isso aumenta a fé dela, ajuda a criança a identificar situações do seu dia a dia em que ela pode orar e contribui para o entendimento sobre o propósito da oração.

Poderia nos ensinar um passo a passo para pais que desejam ensinar os filhos a orar?

  1. Leia a Bíblia com os filhos. Estabeleça momentos de leitura bíblica e estimule os filhos a expressarem com suas próprias palavras o que entenderam sobre a leitura. O contato com a Bíblia (que pode ser ilustrada) dá à criança a oportunidade de conhecer quem Deus é, o que Ele fez, faz e fará. Isso ajuda a criança a confiar em Deus e a orar com fé.“Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração.” Jeremias 29:12,13 
  2. Crie uma rotina diária de oração. Os pais podem escolher um lugar aconchegante e um horário em que possam estar juntos com os filhos para orarem. Mostre aos filhos que a oração é importante, porque é um momento para conversar com Deus, que nos ama, nos deu a vida, nos ajuda em todo tempo, sempre quer nos ouvir e nos responder através de sua Palavra. “Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração.” Romanos 12:12 
  3. Estimule os filhos a fazerem orações específicas. Mostre aos filhos que é importante orar por diferentes situações e obter a ajuda de Deus, porque Ele é o Todo Poderoso. Exemplo: orar pela cura de alguém que está doente, pela salvação de amigos e familiares, pedir ajuda para vencer alguma dificuldade específica, agradecer o que tem etc. “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a vontade de Deus, ele nos ouvirá. E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que temos o que dele pedimos.” 1 João 5:14-15 
  4. Incentive a oração de gratidão. Um coração grato é aquele que está sempre reconhecendo as coisas boas que acontecem na vida, mesmo em meio às adversidades. Estimule-os a agradecer por cada situação específica que lhes deu alegria, esperança, paz e segurança. Lembre aos filhos a todo instante o que Deus criou para proporcionar bem-estar em nossa vida. Exemplo: o ar que respiramos, o sol, a chuva, as plantas, entre outras coisas, porque a gratidão traz leveza à vida. “Orem a Deus pedindo aquilo de que precisam e agradecendo-lhe por tudo que ele já fez.” Filipenses 4:6b
  5. Celebre cada resposta de oração. Ensine os filhos a agradecerem a Deus por cada resposta de oração e celebrar por cada uma delas. Essa prática ajuda-os a compreender que suas orações são ouvidas por Deus e Ele se importa com suas vidas. Cada experiência de oração respondida se torna um registro em suas mentes e fortalece a fé dos filhos em Deus. “Deem graças ao Senhor, porque ele é bom. O seu amor dura para sempre!” Salmos 136:1

 Essa é uma tarefa dos pais ou da igreja…. ou dos dois?

A educação dos filhos engloba o desenvolvimento cognitivo, emocional e espiritual e é uma responsabilidade dos pais. É claro que a igreja tem um papel importante como apoiadora no desenvolvimento espiritual da criança, mas o relacionamento com Deus através da oração e da leitura bíblica deve ser cultivado, primariamente, pelos pais em casa.

Porque a criança precisa entender que o relacionamento com Deus é diário e não se restringe a sua ida à igreja. Além disso, a criança necessita da repetição e do afeto para internalizar o que lhe é ensinado. E os pais são aqueles que estão mais próximos da criança para mostrá-la como viver a Palavra de Deus e como orar em cada situação do seu dia a dia.

“Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.” (Deuteronômio 6:6-7 NVI)

Se seus filhos aprenderem a orar, você não precisa se preocupar. Porque mesmo quando estiverem longe de você, ao ter que tomar uma decisão ou enfrentar um desafio, eles saberão que sempre podem contar com a orientação e a proteção de um Pai Celestial amoroso e sábio.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se