back to top
21.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

“Espaços Amigáveis” atendem crianças e adolescentes afetados pela tragédia no RS

Foto: Divulgação/Visão Mundial

Nos locais, em Canoas e Porto Alegre, além do apoio psicossocial, acontece programação integrada, incluindo recreação, educação informal e escuta ativa

Por Patricia Scott 

O boletim da Defesa Civil, atualizado nesta quinta-feira (17), revela que o Estado bateu a marca de 104 desaparecidos, 806 feridos e 151 mortes notificadas. Nos abrigos, há aproximadamente 77.199 pessoas. Até o momento são 538.164 desalojados e 2.281.774 afetados. O governo do Rio Grande do Sul também divulgou que 1.057 escolas foram afetadas nos 248 municípios, onde 378.649 estudantes foram impactados. Além disso, 88 escolas estão servindo de abrigo.

Diante desse contexto, a Visão Mundial organizou dois “Espaços Amigáveis”, que tem como objetivo prestar proteção e apoio psicossocial para as crianças e os adolescentes gaúchos, que estão em vulnerabilidade neste momento de crise. Nos locais, em Canoas e Porto Alegre, acontece uma programação integrada, incluindo brincadeiras, recreação, educação informal e escuta ativa.

“Nesse espaço as crianças e os adolescentes são cuidados e protegidos. Criamos um ambiente terno e seguro para que eles possam brincar, voltar a sorrir, além de entender o que está acontecendo. Por meio das brincadeiras e dos jogos, prestamos os primeiros auxílios e prestamos acolhimento. Nosso objetivo é tentar minimizar o impacto psicológico dos que foram impactados por toda tragédia”, detalha Raniere Pontes, Oficial Regional de Proteção Infantil e Salvaguarda da ONG Visão Mundial.

- Continua após a publicidade -
"Espaços Amigáveis" atendem crianças e adolescentes afetados pela tragédia no RS
Foto: Divulgação/Visão Mundial

Cabe destacar que a Visão Mundial está mobilizada para apoiar 70 mil famílias, além de 200 mil crianças, com distribuição de cestas básicas, água potável, itens de higiene e limpeza. A ONG também vai garantir, com exclusividade, 15 mil Kits de Ternura, com material lúdico, voltados exclusivamente para crianças para que tenham momentos de descontração, diminuindo os efeitos traumáticos da tragédia.

“A situação no Rio Grande do Sul é crítica e exige uma resposta rápida e eficaz para proteger nossas crianças e adolescentes dos efeitos devastadores das enchentes. Estamos mobilizados para minimizar o impacto psicológico e físico que essa tragédia impôs aos pequenos gaúchos”, afirma Thiago Crucciti, Diretor Nacional da Visão Mundial Brasil, que está sendo a instituição pioneira na proteção de crianças e adolescentes, que enfrentam situação de vulnerabilidade devido à crise no RS.

Segundo Thiago, “é essencial a ação imediata para garantir que o apoio necessário chegue às famílias, salvando nossas crianças e oferecendo a elas não apenas necessidades básicas, mas também suporte emocional através dos nossos kits de ternura. Cada momento conta e cada ação pode significar uma grande diferença na vida dessas crianças”.

Para ajudar nessa mobilização de amor e solidariedade, a Visão Mundial está recebendo doações do setor privado por meio do e-mail [email protected] e de pessoas físicas via pix: [email protected].

Sobre a Visão Mundial
A Visão Mundial é uma organização humanitária que atua no Brasil há mais de 40 anos. Presente em mais de 90 países, a organização trabalha para promover o desenvolvimento sustentável das comunidades, com foco na proteção e garantia dos direitos das crianças e adolescentes. A Visão Mundial atua em parceria com famílias, comunidades, governos e outras organizações para criar um ambiente seguro e saudável para que as crianças possam crescer, aprender e se desenvolver.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -