Escola de Profetas Issacar: Um ensino diferenciado

A Escola de Profetas Issacar é uma instituição que nasceu com objetivo de formar missionários dispostos a pregar o evangelho com o exemplo de vida. 

Atento às mudanças que tem ocorrido no Brasil e no mundo, o pr.  Elmir Dell’Antônio junto com a sua esposa Tathiana Dell’Antonio, que são diretores da Escola de Profetas Issacar,  lançaram o módulo Pathfinder (palavra inglesa que quer dizer: ‘aquele que rompe caminhos e descobre novas coisas’).

Pr. Elmir Dell’Antônio junto com a sua esposa Tathiana Dell’Antonio, são diretores da escola

O módulo ensinará missionários a colocarem em prática métodos para pregar a Palavra de Deus por meio das esferas de influência na sociedade, como política, economia, educação, governo e entretenimento. Que aqueles que obedecem o “Ide e pregai” (Mc 16:15) possam ir preparados para evangelizar com o estilo de vida.

“Percebemos que a forma que as igrejas estavam preparando os missionários estava desatualizada, por isso notamos a necessidade de preparar o missionário para o campo de forma que ele pregasse o evangelho pelo seu viver e não apenas pelo falar. Criando vínculos e laços onde estiver inserido”, ressaltou o pr. e diretor da escola Elmir Dell’Antônio.

As aulas do módulo Pathfinder começam no dia 1º de agosto, às 19h30, mais informações são encontradas no site www.escolaissacar.com. A escola fica localizada em Vitória, Rua  Antônio Aleixo, 665, Consolação.

A escola surgiu em 2009 e, esteve atuando até o ano de 2011. De 2011 até 2016 o pr. Elmir e sua esposa Tathiana atuaram como missionários na Alemanha, e quando retornaram ao país sentiram a necessidade de reformular a preparação de pessoas que são enviadas para o campo missionário.

“O profeta não precisa estar apenas nas áreas eclesiásticas (pastor, louvor) ser profeta é um modo de vida, que reflete a vontade de Deus. Treinar com esse entendimento profético do que é o reino de Deus, e ensinar pessoas para atuar de forma eficaz é atingir os povos com os ensinamentos de Cristo,” concluiu o pr. Elmir.