26.4 C
Vitória
domingo, 31 maio, 2020

“Era como um zumbi”, diz pastor ex-usuário de drogas

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Esperança na Síria: Plantando bondade em meio a muçulmanos

Como aulas de reforço com equipe do Centro de Esperança mudaram o comportamento de crianças atendidas em escola na vila de Al Bassa, na Síria

Quem era George Floyd, que foi morto por um policial nos EUA?

O homem negro que foi morto por um policial nos EUA, George Floyd ajudou pastores a evangelizar e discipular uma comunidade carente no Texas, marcada pela violência entre gangues

São Paulo ultrapassa os 100 mil casos de coronavírus

Estado também contabilizou 295 mortes por Covid-19 em um dia, chegando ao total de 7.275 óbitos confirmados. Número de casos em 24h foi o segundo maior desde o início da pandemia

MS: Decreto de oração contra o coronavírus é suspenso pela Justiça

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul suspendeu decreto que pedia oração e jejum contra o coronavírus em Ladário, interior do estado

Júlio César Ferreira dos Santos (42) lidera a Igreja Evangélica Bola de Neve em Itapetininga (SP) ajudando usuários de drogas a se recuperarem.

Júlio César Ferreira dos Santos (42) nem sempre foi pastor. Durante 23 anos foi usuário de crack, cocaína e maconha.

“A minha vida passou a ser apenas para comprar e consumir crack. Eu não tinha noção do tempo, não trabalhava, não estudava e me isolei dos meus familiares”.

Graças ao apoio de membros de uma igreja em Praia Grande (SP) ele se recuperou.

Atualmente Santos lidera a Igreja Evangélica Bola de Neve em Itapetininga (SP) ajudando usuários de drogas a se recuperarem.

Em entrevista ao G1 ele contou que sua vida passou a girar em torno das drogas.

“Era como um ‘zumbi’ e perambulava pelas ruas sem rumo atrás de droga. Passei a assaltar e furtar para comprar droga”.

MÁS COMPANHIAS

O primeiro contato com as drogas foi aos 14 anos quando morava em São Paulo. De família de classe média, ele fala que as drogas surgiram através das amizades.

“ Nunca tive problema familiar. Foi que, aos 14 anos, passei a andar com uns primos e uma galera que morava no Jardim São Luiz e Capão Redondo. Foi onde comecei a usar maconha”.

Após o contato com a maconha ele passou usar cocaína. “Meu círculo de amizade era só com viciados. Aos 18 anos, na minha juventude, cheguei a entrar em três faculdades, mas não conseguia finalizar os cursos por conta das drogas”.

Sem trabalhar, seus pais tentaram interná-lo. “Eles tentaram de tudo, mas nada dava certo. Eu queria continuar naquela vida”, comenta Júlio.

CRACK E TRÁFICO DE DROGAS

Aos 25 anos, Júlio conta que se mudou para Praia Grande, no litoral paulista, onde passou a ter contato com o crack.

“De repente me vi viciado em crack e o mundo então ficou só nele. Foram mais de cinco anos só usando crack”.

Para comprar e consumir as drogas, o pastor afirma que começou a traficar.

“Depois, assaltava comércios e também furtava veículos, pois é mais rápido para vender e pegar o dinheiro”.

A LIBERTAÇÃO

Um amigo, também usuário de droga, convidou Santos para ir a um culto em uma igreja evangélica. Após esse dia, ele afirma que não teve mais contato com as drogas.

“Eu já estava em depressão, sem rumo. Foi então que ele me chamou para ir e fui. Quando entrei estava tocando um louvor e isso me tocou. Depois teve a pregação e eu chorei muito”.

Ele orou pedindo para que Deus tirasse a vontade de usar droga. E, o que é impossível para muitos, ainda mais para uma pessoa que usava drogas há mais de 20 anos, aconteceu. “Eu sai da igreja e consegui dizer não ao crack e à cocaína”.

“Não tive recaídas e isso para mim foi um milagre”. O pastor disse ao grupo de usuários que andava que não queria mais aquela vida.

“Eu acredito que Deus fez um milagre na minha vida, porque estava realmente perdido”, afirma.

Nos primeiros meses ele recebeu apoio dos membros da igreja, o que foi importante para sua recuperação.

“Eles me ajudavam para que eu não tivesse recaída. Minha vida teve outro rumo. Passei a trabalhar como consultor comercial. Anos mais tarde casei e hoje tenho um filho de quatro anos. Só Deus mesmo”.

MINISTÉRIO

Há dois anos Júlio é líder da igreja Bola de Neve em Itapetininga. Conforme o pastor seu testemunho já ajudou a recuperar outros usuários de drogas.

“Eu conto que é possível sim se recuperar e se livrar do mundo das drogas. Claro que entra meu lado da fé de acreditar que Deus ajuda sim a pessoa ser liberta. Você precisa pedir e ter fé. Eu mesmo, olhando racionalmente, não seria possível não ter recaída. Viciado há mais de 20 anos. Hoje sou um milagre.”

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Vila Mix em Casa Gospel acontece neste sábado (30)

Grandes nomes do meio evangélico do Brasil como André Valadão e Deive Leonardo vão participar do VillaMix em Casa Gospel. Evento será transmitido pelo youtube. Saiba mais!

“Carreata da solidariedade”, Marcha para Jesus em SP

Realizada pela organização da Marcha para Jesus, a ação foi batizada de “Carreata da Solidariedade” e será realizada no dia 13 de Junho

Diante do Trono anuncia congresso online

Diante da pandemia do coronavírus, a banda anunciou o "Congresso Mulheres e Moças" online

GOD Brasil: Como anunciar o que o mundo precisa ouvir?

O God Brasil é um movimento que incentiva o evangelismo intenso no mundo inteiro em um dia

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Animações para explicar crenças bíblicas em série

Série Princípios são divididos em 12 episódios que tiram dúvidas de temas bíblicos e também exploram temas contemporâneos, como o aborto.

“Aventuras em Galápagos”: desbravando a criação

A diversidade de recursos naturais das ilhas foi cenário para a produção, que faz parte de um projeto pedagógico da Educação Adventista

Em breve, um documentário sobre a Igreja Perseguida

Série conta com 12 episódios em que cristãos perseguidos contam suas histórias e como enfrentam a perseguição

Em reflexão, Hillsong United grava vídeo com integrantes em quarentena

"Tendo colocado a letra e a melodia para combinar com qualquer humor ou ocasião, a mensagem dessa música é perfeita para todos nós agora", escreveu integrante. Confira!