22.1 C
Vitória
terça-feira, 23 abril 2024

Entenda o que impede Neymar de retornar para o Barcelona

O nome de Neymar foi colocado na mesa da diretoria do Barcelona como possível alvo para um retorno, mas Xavi, técnico do Barça, não aceitou

O casamento entre Neymar e PSG parece estar próximo do fim, mesmo ele tendo contrato até 2027. De acordo com o jornal francês ‘L’Equipe’, o astro brasileiro informou ao clube que deseja sair e procura um novo destino ainda nesta janela de transferências. Jornais europeus noticiam o desejo do atacante de retornar ao Barcelona, equipe com a qual ele conquistou a Champions League na temporada 2014/2015, mas elementos de fora e de dentro de campo tornam esta alternativa cada vez mais distante. Há questões de fair play financeiro envolvidas e também de vestiário no Camp Nou.

Diferentemente do período em que esteve no clube espanhol e formou o trio de ataque com Suárez e Messi, Neymar tem o fator financeiro como grande empecilho para um possível retorno. De acordo com a imprensa francesa, em outros momentos em que esteve próximo de sair do PSG, o brasileiro deixou claro para todos os envolvidos nas sondagens que não iria abrir mão de seu salário, que é próximo dos 40 milhões de euros (cerca de R$ 215 milhões) por ano. Atualmente, poucas equipes do mundo conseguem arcar com o alto valor e o Barcelona não é uma dessas.

Os problemas financeiros do time espanhol existem e todos sabem disso. Com a pandemia e a queda de arrecadação com bilheteria no Camp Nou, que é o maior estádio em capacidade na Europa, o clube passou a conviver com questões ainda maiores de ordem econômica. Assim como as outras grandes ligas do continente, a LaLiga também tem seu programa de Fair Play financeiro, mas ele é um pouco diferente do que acontece na Inglaterra e do que é feito na Uefa.

Na liga da Espanha, as regras do fair play são preventivas e não punitivas. No futebol inglês e na entidade que organiza o futebol europeu, os times são punidos pelo que fizeram fora das regras na gestão do dinheiro nas últimas temporadas e acabam impedidos de contratar ou sancionados de outras maneiras.

- Continua após a publicidade -

De acordo com o que os clubes gastaram nas últimas temporadas, a responsável pela organização do campeonato nacional coloca um limite de pagamento com custo do elenco, que envolve o quanto pode ser gasto com salário, direito de imagem, comissão técnica, custo de jogadores emprestados, processos trabalhistas e outros elementos, de até 80% da receita total do time.

Atualmente, o Barcelona está acima do que poderia gastar. Apesar da mudança nas regras para novas contratações feita pela LaLiga para a temporada que vai começar, o time da Catalunha enfrenta dificuldades para se colocar dentro dos parâmetros. Há quem diga na Espanha que somente uma SAF pode salvar o clube espanhol. Mesmo com a saída de Busquets e Jordi Alba, que eram responsáveis por dois dos mais altos salários do elenco, e outras adequações feitas pelo clube no departamento de futebol e esportivo, o custo de elenco está acima do permitido.

Desta forma, mesmo com o Espanhol começando no fim de semana, o Barcelona está com apenas 13 jogadores registrados para a disputa da temporada. Atletas como o volante Ilkay Gündogan, que chegou sem custos do Manchester City, o zagueiro Iñígo Martínez, ex-Athletic Bilbao, e Ronald Araújo, Iñaki Peña e Sergi Roberto, que já estavam no clube e tiveram seus vínculos renovados, ainda não foram registrados no sistema da LaLiga como atletas do clube catalão. A chegada de Neymar deixaria essa condição ainda mais difícil. Dirigentes do Barcelona tentam encontrar caminhos.

Problema com Xavi

O nome de Neymar foi colocado na mesa da diretoria do Barcelona como possível alvo para um retorno, mas Xavi não aceitou, por ora. É o que informa parte da imprensa espanhola. Para o treinador, o astro brasileiro de 31 anos pode não ajudar como a equipe precisa e não seria interessante ter o atleta no elenco para as competições desta temporada.

De acordo com os veículos europeus, apesar de toda a admiração, Xavi entende que Neymar não seria bom para o Barcelona na questão de custo e benefício. Para ele, as recentes lesões, ausência em momentos importantes e o alto salário fazem com que a chegada do astro brasileiro não seja bem-vista. O Barça vive uma outra realidade. Também não conseguiu contratar Messi.

Existe saída para o retorno?

Apesar de tudo, pode existir um caminho para que Neymar volte a jogar no clube da Catalunha. De acordo com o jornal Sport, da Catalunha, um clube da Arábia Saudita fez uma oferta para comprar o brasileiro do PSG. Na proposta, existiria uma cláusula que permitira que o atacante fosse emprestado para o Barcelona por uma temporada, com os salários pagos pela equipe saudita. Resta saber se o negócio irá se confirmar até o fim da janela de transferências, que se fecha em setembro. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -