Enem terá conhecimentos objetivos como tema central

Foto: Reprodução
  • “O interesse do MEC é simplesmente selecionar as melhores pessoas para ocupar as vagas nas faculdades. A nossa preocupação é mérito, só”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub

A edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá como tema central conhecimentos objetivos. “Não vai cair ideologia, a gente quer saber de conhecimento científico, técnico, de capacidade de leitura, de fazer contas, de conhecimentos objetivos”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, da EBC.

Segundo o ministro, a intenção é selecionar os melhores alunos para ocupar as vagas no ensino superior. “A nossa preocupação é mérito, só”, afirmou Weintraub.

No ano passado, as provas do exame nacional geraram polêmica em relação ao conteúdo. Por isso, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao MEC, criou uma comissão para um grupo responsável por “identificar abordagens controversas com teor ofensivo a segmentos e grupos sociais, símbolos, tradições e costumes nacionais”.

A partir desta análise, o Inep recomendará que tais itens não fossem usados na montagem do Enem 2019. O ministro ressaltou, ainda, que a aplicação do exame este ano está garantida.

O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame em 14 mil locais de aplicação de provas.

ID Estudantil

Weintraub afirmou durante a entrevista que em dezembro deste ano a carteira estudantil, chamada de “ID Estudantil”, começará a ser digitalizada. No Enem, a digitalização chegará apenas no ano que vem, pois haverá aplicação por computador realizada de forma piloto.


Leia mais

Jovens cristãos evangelizam estudantes do Enem