27.3 C
Vitória
domingo, 29 novembro 2020

Encontros que mudam a nossa história

Mais Artigos

Psicofobia. É uma doença ou um crime?

Quanto à psicose, não há recalque, nem censura alguma. O consciente é “atropelado” pelo inconsciente que fica “desnudo”

Dia mundial de Ação de graças

Quero inspirar você neste texto a aceitar a verdade defendida pelo dia de Ação de graças, mesmo que não valorize o feriado.

Reservas de Forças: aquela força extra que nos leva muito mais longe

O que trago aqui hoje são cinco fontes de reservas de forças, que nem sempre são mensuráveis, mas são perceptíveis

Existem pessoas que impactam o curso e a história das nossas vidas ao encontrá-las.

Por Lulinha Tavares

Na foz do Rio Araguari, exatamente no município de Cutias do Araguari, no Amapá – extremo norte do nosso imenso Brasil- acontece um dos maiores espetáculos da natureza, a pororoca amazônica – que é o encontro das águas do rio com as águas do mar.

O nome Pororoca vem do Tupi e significa estrondo.

O interessante é que esse verdadeiro encontro de gigantes- rio Amazonas x oceano Atlântico eleva o nível das águas, que por cerca de uma hora provoca ondas que podem chegar a 4 metros por um percurso de cerca de 50 km rio a dentro. Além de atrair a atenção de turistas e esportistas do mundo inteiro, ou seja, essa pequena cidade que possui pouco mais de 5 mil habitantes e fica a 163km de distância da capital Amapá seria outra se não fosse esse encontro.

Assim também acontece em nossas vidas, em maior ou menor escala.

Existem pessoas que impactam o curso e a história das nossas vidas ao encontrá-las. Pessoas que elevam o nosso nível e que sabemos, indubitavelmente, que a nossa vida seria completamente diferente sem elas.

Logicamente que isso também acontece de maneira inversa, pois, existem encontros que, definitivamente, marcam negativamente a nossa vida, porém, a minha intenção é que dediquemos esse breve momento de meditação para lembrarmos de pessoas que marcaram a nossa vida positivamente para sempre, que foram pilares na construção do melhor que existe em nós.

A Bíblia está repleta de exemplos assim. Que tal lembrarmos do encontro que Davi teve com Jônatas – o herdeiro real – que transformou sua vida – o livrou de muitas ciladas e facilitou a sua jornada até o trono de Israel.

Um grande legado desse encontro foi a restituição dos bens que pertenciam a família em favor de Mefibosete – filho de Jônatas, que então era coxo e estava abandonado.

 

Certa ocasião Davi perguntou:

Resta ainda alguém da família de Saul

a quem eu possa mostrar lealdade,

por causa de minha amizade com Jônatas?”

(2 Samuel 9-1 NVI)

 

Esse mesmo Davi foi um agente de transformação e honra de homens marginalizados e desmoralizados que habitavam em uma caverna e que tiveram as suas vidas transformadas e marcadas para sempre após o ter encontrado.

Em outra ocasião, havia uma desgraça em curso, onde inocentes morreriam juntamente com o dono da terra que se chamava Nabal e que foi evitada pelo encontro de Abigail com Davi. Sua doçura, humildade e sabedoria aplacaram a ira do rei e a transformou posteriormente em sua esposa.

 

“Então, Davi disse a Abigail:

Bendito o Senhor, Deus de Israel,

que hoje te enviou ao meu encontro.

E bendito o teu conselho, e bendita tu,

que hoje me estorvaste de vir com sangue

e de que a minha mão me salvasse.

 

Porque, na verdade, vive o Senhor,

Deus de Israel,

que me impediu que te fizesse mal,

que se tu não te apressaras

e me não vieras ao encontro,

não ficaria a Nabal, até à luz da manhã,

nem mesmo um menino.”

 

1Samuel 25:32-34 ARC

 

O que seria da vida daquele homem à beira do caminho, após ser assaltado se não fosse ele tão bem cuidado pelo samaritano que o encontrou caído?

E como não lembrar daquela pobre e sedenta mulher pecadora, de tantos desencontros e desilusões que encontrou a água da vida em Cristo Jesus?

O encontro com Jesus é como o destino final das águas do rio quando se encontram com as águas do mar – como na pororoca – os rios deixam de existir e viram mar. Passam a existir por Ele e para Ele.

Dentre tantas pessoas, abaixo de Deus, que me vem a mente agora. Pessoas que, certamente, se me espremessem e fizessem um suco de mim, sairia um pouco de cada uma delas, tributo esse momento a alguém já se encontra nos braços do Pai. Alguém que, a minha vida seria outra completamente se não tivesse a encontrado: A Nivea.

Do meu jeito vestir e andar ao modo de agir e falar, como também a minha relação com a fé e a intimidade com Deus têm influencia direta sua. As pessoas que hoje conheço, vivo e convivo como também a comunidade cristã que hoje faço parte: a Igreja Batista de Queimados – RJ tem influencia direta dela. Definitivamente ela elevou o nível e me fez conhecido, além de me transformar em uma pessoa infinitamente melhor do que era antes de a encontrar.

Por isso deixo aqui a minha homenagem póstuma na semana que completa 2 anos da sua partida.

Quero lhe incentivar nesse momento a lembrar de alguém que está ou passou por sua vida e mudou o curso da sua história e, com o coração grato, enviar esse artigo para ela como forma de lhe homenageá-la. Certamente essa pessoa se sentirá feliz e honrado com a sua lembrança.

Siga bem, em paz e feliz.

Lulinha Tavares é coach esportivo, formado em Educação Física, MBA-FGV/FIFA/CIES, especialista em Psicologia do Esporte, empresário, pastor e líder da Igreja Batista da Graça em Queimados (RJ)

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Para que serve o dia mal?

Dias em que temos vontade de ficar quietos ou de falarmos apenas o necessário e buscarmos um descanso para a nossas almas

Perseguição! Por que os cristãos são presos?

Em diversos países, muitos cristãos são presos apenas por seguirem os ensinamento de Jesus e não abrirem mão de sua fé. Saiba mais!

4 mil km para a tão sonhada liberdade na fé

Jovem norte-coreana, que viajou mais de 4 mil km para ter a liberdade de adorar a Deus, compartilhou sua história em vídeo para uma organização que ajuda refugiados da Coreia do Norte.

Dor na alma! Jovens são mais solitários que os idosos

Pesquisa Experimento da Solidão, conduzido pela rede britânica BBC, indica que os jovens se sentem mais solitários do que os idosos. Saiba mais!

Entrevistas

João Mordomo: O desafio de evangelizar e plantar igrejas

Co-fundador da Crossover Global, movimento missionário de plantação de igrejas no mundo, fala do desafio de pregar o evangelho entre os povos não alcançados.

Abby Johnson: “Ninguém está além da graça e do amor de Deus”

Em entrevista exclusiva à Comunhão, a empresária Abby Johnson revela os detalhes que a fizeram deixar uma clínica de aborto para se tornar uma ativista pró-vida nos EUA. Confira!

Paulo Oliveira: Toda crise é boa para quem é pequeno

Como será de agora em diante para a economia, a política e a educação? E onde a Igreja entra nisso? Confira a entrevista com Paulo Oliveira, presidente do Instituto Renovo

Davi Lago e Leonardo Gonçalves: a crise e a oportunidade de fazer diferente

Para Davi Lago e o cantor Leonardo Gonçalves, simplicidade, solidariedade e amor são ingredientes fundamentais para vencer a crise