21 C
Vitória
sábado, 17 abril 2021

Papo aberto com Eli Soares

Em live com jornalistas do meio evangélicos de todo o Brasil, Eli Soares, dividiu os segredos, os sucessos e as realizações de sua carreira

O cantor e compositor Eli Soares conversou com a imprensa nesta teça-feira, 22, em uma reunião online, onde falou abertamente sobre sua carreira, desafios, conquistas e o seu novo projeto, que será lançado em breve. São mais de dez anos levando a palavra de Deus através da música como ele mesmo gosta de falar.

Durante esse tempo Eli Soares viveu grandes conquistas e venceu desafios que o colocaram no caminho que ele se encontra hoje. “Eu tenho essa vocação e isso traz visibilidade, mas o meu propósito é que Cristo seja reconhecido não eu”, afirma.

Aos jornalistas que participaram da live, Eli falou do início de sua carreira, a entrada para uma das maiores gravadoras gospel do país, a Universal Music. “A Universal foi o divisor de águas na minha vida. Eles acreditaram em mim quando ninguém acreditava”.

O cantor lançou o álbum Casa de Deus, onde teve seu primeiro grande sucesso. Em 2009, participou de um concurso na qual ganhou a gravação de um CD com dez faixas, mas ainda nunca havia composto nenhuma canção. Porém, faltando um mês para a gravação do CD ele compôs pela primeira vez e não parou mais.

Novo projeto

Completando 10 anos de carreira Eli Soares se prepara para lançar seu mais novo projeto musical, o qual vai envolver participação especial de outros cantores. O artista não deu muitos detalhes sobre o novo projeto musical, mas a expectativa é grande.

“É um projeto muito especial, estou muito animado pois estamos construindo tudo n’Ele, desde a composição dos arranjos musicais, das melodias e letras. Tudo isso será documentado em vídeo de um forma muito especial”, revelou.

Dificuldades

Como todo artista, Eli também enfrentou dificuldades no início da carreira. Se sentia perdido. “A gente não sabe pra qual direção ir, qual porta bater, o começo é sempre muito difícil”, contou.

“Além de tudo isso temos também o ministério, não podemos esquecer quem está por trás disso tudo, que é Deus, então fazer essa conciliação de carreira e ministério é muito complicado, mas hoje, graças Deus, eu consigo fazer isso” completou.

Ao longo do tempo, suas músicas ganharam projeção nacional. Já até dividiu palco com outros artistas, até de outros estilos musicais, fazendo com que Deus fosse levado a pessoas que antes não pisariam em uma igreja.

“Sinto uma alegria muito grande em ver que a música tem saído das paredes da igreja para alcançar pessoas que jamais penariam entrar em uma”, declarou.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se