24 C
Vitória
quarta-feira, 21 abril 2021

Venezuela – Eleições são contestadas por 14 países

Governos de 14 nações, inclusive o Brasil anunciaram que vão chamar para consulta os embaixadores em Caracas

O governo brasileiro e outros 13 países anunciaram nesta segunda (21) que não reconhecem a eleição presidencial Venezuelana. São eles: Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia.

Os países integram o Grupo de Lima, que foi formado para buscar soluções para a crise na Venezuela. As nações não reconhecem a legitimidade das eleições no país, ocorridas neste domingo (20). E pra isso, irão convocar seus embaixadores na capital, Caracas, para consultas.

O Grupo de Lima se manifestou por meio de nota. E alega estar preocupado com as consequências a partir do resultado das eleições no país. “Os países que integram o Grupo não reconhecem a legitimidade do processo eleitoral que teve lugar na República Bolivariana da Venezuela, por não estar em conformidade com os padrões internacionais de um processo democrático, livre, justo e transparente”.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) deve se reunir em Junho, no Peru para discutir a situação da Venezuela. O foco das atenções é o fluxo migratório e as condições da população.

O atual presidente Venezuelano Nicolás Maduro foi reeleito nas eleições deste domingo (20). Ele teve 67,7% dos votos. E vai cumprir o mandato para mais 6 anos. Maduro está no poder desde 2013.

*Com informações da Agência Brasil 


Leia mais

Pastores da Venezuela pedem oração pelo país em carta
População venezuelana clama misericórdia de Deus durante crise

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se