23.9 C
Vitória
sexta-feira, 23 julho 2021

O drama da volta pra casa: brasileiros em Portugal

Mais de 200 brasileiros estão presos sem poder sair de Portugal. “Só queríamos voltar para o nosso país”, disse um dos brasileiros

Por Priscilla Cerqueira 

Com o fechamento das fronteiras terrestres e aéreas entre vários países em meio a pandemia de coronavírus, muitos brasileiros não conseguem voltar para casa. Em Lisboa, Portugal, alguns chegam a ficar acampados em frente ao Aeroporto e até contam com a ajuda da população para se alimentarem e protegerem do frio.

No país, mais de 200 brasileiros estão presos sem poder sair de Portugal. É que todos os voos entre Portugal e Brasil estão cancelados até o fim do estado de emergência.
Nenhum voo é possível.

“Estamos com passagem comprada, prontos para viajar, mas presos em Portugal, pois não liberam que os voos saiam daqui. A cada dia, a situação fica mais complicada. Só queríamos voltar para o nosso país”, declarou Fillipe, que é da Igreja Evangélica batista de Vitória (ES) à Comunhão.

Pastor João Melo, que mora em Portugal, afirmou que está ajudando uma família de brasileiros também. “Mas a situação é inversa, o esposo veio e agora a esposa e o filho aguardam no Brasil a possibilidade de virem”, disse. “Os meus pais também tinham passagem comprada para fevereiro e foi cancelada”, completou.

Suporte emocional

João Melo disse que tem dado todo o suporte emocional e espiritual para as pessoas nesta situação, já que “não tem sido fácil para a família. Estão arrasados e emocionalmente fragilizados. Graças a Deus que o marido arrumou um novo emprego e conseguimos doar os móveis da casa”, explica.

Segundo o pastor, o desafio tem sido grande e ainda mais agravado pelo lockdown. Mas já foi possível plantar uma nova igreja em janeiro. “Deus tem sido misericordioso e feito muitos milagres. Estamos com 26 pessoas a congregar (virtualmente), sendo quase todos portugueses, e esta família brasileira qie está sendo acolhida agora também”, contou.

brasileiros_Portugal
Brasileiros que aguardam voltar para casa. Foto: Alexander Nemenov/ AFP

O que diz o governo brasileiro

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que concluiu negociação com Portugal para a realização de um voo comercial extraordinário entre Lisboa e Guarulhos (SP) para o dia 26 de fevereiro.

Segundo o Itamaraty, por se tratar de uma operação privada, os interessados em embarcar no voo de 26 de fevereiro devem tratar diretamente com a companhia aérea TAP, que será a responsável pelo transporte dos passageiros, para a marcação ou aproveitamento de bilhetes aéreos.

Em função do estado de emergência e as restrições vigentes em Portugal devido à pandemia de covid-19, somente poderão ingressar no aeroporto, passageiros com bilhetes confirmados pela empresa aérea.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se