Dove Awards apresenta os melhores da música cristã internacional

Melhor artista gospel 2017, a cantora Cece Winans foi um dos destaques da noite

Em meio a holofotes e premiações os melhores compositores e cantores evangélicos do mundo foram apresentados no 48º Dove Awards, no EUA, na noite desta terça feira, 17. É o maior e mais prestigioso prêmio da indústria musical internacional.

O evento aconteceu na Allen Arena, na Universidade de Lipscomb e premiou 44 categorias, além dos especiais. A cerimônia que premiou os melhores do ano foi transmitida ao vivo pela página do Dove Awards, no facebook. Internautas do mundo inteiro, que acompanharam a transmissão vibraram com os vencedores.

Zach Williams se destacou como artista Pop Contenporânea

Um dos destaques foi para a cantora CeCe Winans, que se consagrou como a melhor artista gospel de 2017. Esse não foi o primeiro prêmio da cantora. Winans já ganhou 10 prêmios Grammy, com 21 indicações, 20 Dove e sete Stellar Awards, outra categoria de premiação dos EUA. Zach Williams ganhou dois prêmios, incluindo o “Artista Pop contemporâneo”.  A música “Wat Beatifull name”, traduzindo “Que lindo nome”, foi contemplado como a melhor também em duas categorias: canção de adoração e canção do ano.

O Dove Awards acontece desde 1970 e premia os melhores da música cristã internacional. É considerado o Oscar da música evangélica americana. Uma explosão da diversidade musical evangélica em todos os estilos musicais.


Principais vencedores 
  • Artista do ano
    MercyMe
  • Nova artista do ano
    Zach Williams
  • Cristão contemporâneo
    Casting Crowns
  • Canção do ano
    “Que nome lindo” (escritores) Bem Fielding, Brooke Ligertwood
  • Artista Pop Contemporâneo do ano
    Zack Willians (música: Chain Breaker)
  • Música gravada
    Embalagem – Kari Jobe, The Garden
  • Artista gospel do ano
    Cece Winans
  • Canção artista do ano
    Bart Millard
  • Canção de adoração do ano/ Canção do ano
    “Bem Fielding, Brooke Ligertwood” (escritores) e “Wat Beatifull name” Música
  • Álbum pop/ contemporâneo do ano
    “Lifer” – Mercy Me, (produtores) Bem Glover, David Garcia,
  • Álbum gospel tradicional do ano
    “The Journey Live” – Donnie McClurkin (produtores) Trent Philips, Tre Corley
  • Álbum do ano
    Jaci Velasqez – Confio 
  • Álbum adoração do ano
    “Nunca perca a vista” – Cris Tomlin, (produtores) Ross Copperman, Jeremy Edwardson Ed Cash
  • Coleção Musical Coral do ano
    “Pelo amor do amor”, criadores Lee Black, Cliff Duren, Camp Kirkland, Steve Mauldin, Phil Nitz
  • Filme do ano
    The Shack – “Stuart Hazeldine”, (diretor) Netter Productions , Summit Entertainment (produtores)
  • Produtor do ano
    Bernis Herms

Confira abaixo a música “What Beatifull name”, melhor canção do ano:


Ouça as canções que concorrem a prêmios na rádio Comunhão.