26 C
Vitória
terça-feira, 25 janeiro 2022

“Sem limites para a dança”: desafio e superação de um cadeirante

documentário_cadeirante
Foto: Tiago Monteiro

Projeto audiovisual mostra a trajetória de um cadeirante em sua primeira experiência como bailarino. “Sem limites para a dança”, uma história de superação e acessibilidade, está disponível no Youtube

Por Priscilla Cerqueira

Fomentando a valorização da pessoa com deficiência física e a inclusão de minorias em atividades culturais, a Prefeitura de Cabo Frio (RJ), sob o amparo da Lei Aldir Blanc, patrocina o documentário “Sem Limites para a Dança”. Trata-se de um processo desafiador e de superação de um cadeirante, rumo à sua primeira apresentação como bailarino.

Além de apresentar o poder integrador da dança enquanto meio cultural, o vídeo traz detalhes da preparação física e coreográfica de Ailton César Saturnino da Silva, de 48 anos, portador da Síndrome Pós Pólio.

Idealizadora do projeto audiovisual, Dielen Moreno A. Monteiro, especialista em Dança e Consciência Corporal, conta que a ideia é justamente desmistificar a dança, apontando-a como instrumento de igualdade.

“Esse será o primeiro contato do Ailton com a Dança, e a intenção desse documentário será transmitir para a sociedade todas as possibilidades que a dança pode oferecer, e todos os novos caminhos que podemos traçar sem impedimentos físicos”, afirma Dielen.

Sobre Dielen Moreno

Especialista em Dança e Consciência Corporal desde 2018, atuou nos últimos anos como professora de Dança Criativa e ballet infantil em escolas e Academias. Também formada em Administração de empresas atualmente coordena a Escola Online de Dança Moderna, projeto iniciado pela Bailarina Andrea Raw durante a pandemia.

Assista o documentário

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se