“Esconderijo”, um alerta sobre o abuso sexual infantil

Foto: Reprodução Youtube

Documentário “Esconderijo”, da Igreja Adventista, levanta o tema e destaca a importância da amizade no processo de recuperação

Por hora, 228 crianças são exploradas sexualmente em países da América Latina e do Caribe. Os dados são da Organização das Nações Unidas (ONU). O Brasil está em primeiro lugar nesse ranking e quem mais sofre são as meninas. “Esconderijo” é o novo documentário que traz conscientização sobre o assunto.

O documentário já está disponível na plataforma feliz7play. É uma produção da Igreja Adventista do Sétimo Dia nos EUA, com o apoio da Southern Adventist University. São quinze minutos de uma história emocionante de amizade e superação de uma garota.

“Esconderijo” conta a história da pequena Molly. Todo o seu brilho se apaga quando ela passa por um episódio de abuso. Mas com a ajuda de seu amigo, Sam, encontra forças para buscar ajuda.

Quebrando o silêncio

O abuso sexual na infância vem sendo discutido em algumas igrejas do país. A Igreja Adventista realiza uma ampla, através do “Quebrando o Silêncio”. O projeto existe há 12 anos. Está presente em países como Brasil, Chile, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Equador.

Campanha tem o objetivo de ajudar a diminuir a violência doméstica praticada contra mulheres, crianças e idosos. Entre as ações estão a distribuição de materiais educativos e conscientização em escolas, igrejas e órgãos públicos.

Assista

*Com informações de Notícias Adventistas


leia mais

Violênca sexual em crianças
Abuso sexual infantil é uma invação de limites
Duas em cada cinco crianças sofreram abuso sexual