23.9 C
Vitória
sábado, 27 novembro 2021

Documentário dos irmãos Kendrick exalta o valor da família

“Mostre-me o Pai” é o novo filme evangélico dos irmãos Kendrick que vai destacar a importância da família. Produção cinematográfica será lançado nos Estados Unidos no dia 10 de setembro

Os famosos cineastas cristãos, os irmãos Kendrick vão lançar mais uma produção cinematográfica de impactar. Trata-se do documentário Show Me The Father (“Mostra-me o Pai”, em tradução livre), que terá distribuição da Affirm Films, subsidiária da Sony Pictures.

Em um vídeo no Youtube os irmãos anunciaram o lançamento para o dia 10 de setembro nos Estados Unidos. Data de lançamento no Brasil ainda não foi definida. O documentário vai abordar sobre a paternidade. E vai narrar histórias de pessoas que refletem aspectos da vontade de Deus para esse desafio humano.

Em entrevista recente, Stephen Kendrick contou que o filme é resultado de oração: “Deus disse: ‘Você precisa fazer este documentário sobre a paternidade’. Então, avançamos pela fé e fomos capazes de nos conectar com algumas das histórias mais legais e emocionantes sobre a paternidade. Pegamos algumas das verdades mais poderosas sobre a paternidade de Deus, juntamos tudo e oramos sobre isso”.

Produção cinematográfica

O propósito do filme é correlacionar a paternidade terrena com o fato de que Deus é a referência no assunto. “Queremos que as pessoas aprendam a se relacionar com Deus como o Pai perfeito que sempre desejaram e desejaram, mas nunca tiveram”, acrescentou Stephen.

Paternidade

Kendrick destaca que a paternidade é “algo que está muito próximo de nossos corações”, sendo assim, intrínseca à natureza humana. Ele também compartilhou uma experiência sobre seu avô.

“Nosso pai cresceu com um pai alcoólatra de 2,10 metros. Durante seus anos de formação, ele se desconectou e não pôde dar a meu pai o apoio emocional, o incentivo, a proteção e a provisão de que ele precisava. E quando ele voltou para casa, ele estava embriagado”, relembrou.

Depois de ouvir o Evangelho e conhecer o Senhor ainda adolescente, o pai dos Kendricks foi capaz de perdoar seu próprio pai e confiar nas Escrituras e em outros homens piedosos para obter sabedoria enquanto criava seus próprios filhos.

“Eu não tropecei em meu pai olhando pornografia enquanto crescia. Tropecei com ele de joelhos em oração, clamando a Deus. Eu vi sua fidelidade à minha mãe por causa do que Jesus fez em sua vida. Eu o vi cumprindo suas promessas. Ele nunca mentiu para mim. Seu legado é o que transformou nossa família”, testemunhou o cineasta.

“Você está vendo famílias em uma vala. O desígnio de Deus desde o início sempre foi uma mãe e um pai, como duas asas em um avião equilibrando-se mutuamente, trabalhando juntas em uma casa para criar seus filhos. E Deus diz que Ele é um Pai; que Ele criou a paternidade na Terra para representá-lo”, concluiu Kendrick, sinalizando a mensagem que pretende transmitir.

Saiba mais sobre o documentário

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se