27.9 C
Vitória
domingo, 20 setembro 2020

Distribuição de máscaras a estudantes da rede estadual do Amazonas gera polêmica

Leia também

Anvisa autoriza que Pfizer dobre número de voluntários em testes para vacina

O laboratório informou que vai expandir o número de participantes do estudo para a vacina, chegando a cerca de 44 mil participantes

Fumaça do Pantanal que chega a SP pode agravar casos de doenças respiratórias

Outra recomendação que Cardenuto indica é a de evitar aglomerações, uma medida que já deveria ser cumprida em função do novo coronavírus

Lava Jato denuncia Cabral e Bezerra por propinas em contratos do DER

Segundo a peça, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017

A compra foi firmada no dia 4 entre Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc-AM) com a empresa Nilcatex Têxtil Ltda, sediada no Mato Grosso do Sul

Por Álisson Castro, especial para O Estado (AE)

A compra de máscaras para estudantes da rede estadual do Amazonas pelo governo do Estado vem gerando polêmica. Isso porque muitos dos equipamentos de proteção são grandes demais ou não se encaixam de forma adequada no rosto dos jovens. O governo do Estado prevê a aquisição de quase 1 milhão de máscaras, a um custo de R$ 2,3 milhões.

O item chegou a virar ‘meme’ nesta semana em redes sociais e gerou críticas de especialistas. O professor aposentado do curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Mena Barreto França, afirma que o uso errado das máscaras pelos estudantes gera risco de contaminação pelo novo coronavírus. “A máscara não é adequada para a face dos alunos, por isso, ela é manuseada todo tempo para ficar ajustada. Sem contar que os estudantes não são orientados a usar corretamente e ficam pegando na parte da frente. É justamente nesta área que se acumula o vírus”, explicou França.

O estudante Marcos Renan Gomes Martins, de 18 anos, é aluno do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Francisco das Chagas Souza de Albuquerque, no Centro de Manaus, uma das unidades de ensino que receberam as máscaras. Ele conta que nem usou o equipamento. “Não tem condições, eu prefiro usar a máscara que trago de casa. Alguns de meus colegas usaram e dizem que atrapalha na aula porque fica toda hora caindo”, afirmou.

Segundo a professora Sara dos Santos Araújo, que leciona na Escola Estadual Hilda Tribuzy, na zona norte da capital, professores também receberam os itens de segurança. “Quando os professores começam a falar, a máscara começa a cair. É impossível ficar quase quatro horas com esta máscara. É um risco para professores e alunos”, afirma.

Alba Pessoa, de 55 anos, professora Escola Estadual Francisco das Chagas Souza de Albuquerque, disse que não voltou à escola por receio de contrair o novo coronavírus. “As salas de aulas não estão marcadas, fator que favorece a aglomeração dos estudantes. Já tive informação de estudantes que não usam as máscaras fora da escola. O risco é muito grande”, disse.

A compra foi firmada no dia 4 entre Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc-AM) com a empresa Nilcatex Têxtil Ltda, sediada no Mato Grosso do Sul. Segundo o governo, as máscaras foram adquiridas por meio de Licitação Pública Nacional (LPN) tendo como fonte recursos do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), com participação no processo licitatório de empresas de todo País.

Procurada pela reportagem, a Seduc-AM informou que adquiriu um milhão de máscaras em tamanhos P, M e G, que estão sendo distribuídas entre os estudantes e servidores da rede pública estadual. “Em relação aos estudantes que receberam máscaras de tamanho superior, os itens podem ser trocados a partir da próxima segunda-feira, 17, na unidade de ensino”.

Na manhã desta quinta-feira, 13, a Seduc-AM informou que até a tarde de quarta-feira, 12, tinha a confirmação de testes positivos para a covid-19 entre “quatro membros da comunidade escolar em diferentes unidades de ensino”, sem citar se foram casos registrados em professores ou alunos.

Em nota, a secretaria afirma que, em todos os casos confirmados, “tem tomado as devidas providências, previstas nos protocolos de saúde da rede pública estadual de ensino aprovados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM)”.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

OMS alerta sobre aumento de casos e hospitalizações por covid-19

Maria Van Kerkhove comentou ainda que há uma tendência de aumento nos casos entre pessoas mais jovens

20 orações para realizar neste tempo de crise

Quando o COVID-19 envia o mundo para a crise, também nos coloca de joelhos Nos últimos dias, como COVID-19 foi declarada uma pandemia global, os...

“Não estamos atingindo o melhor cenário na busca por vacina”

A declaração é do consultor da OMS, Bruce Aylward, que alegou que a vacina para a covid-19 só deve sair no início do próximo ano. Saiba mais!

Informações distorcidas podem ter efeito negativo no combate à covid-19

Informação é da Organização Mundial da Saúde. Diretor-executivo da OMS, Michael Ryan, informou ainda que esta não será a última pandemia. Saiba mais!

Eleição vai exigir 9,7 milhões de máscaras e 5,2 milhões de frascos de álcool gel

Desde que assumiu a presidência do tribunal, em maio, o ministro Luís Roberto Barroso tem se reunido com empresários e especialistas da área de saúde para garantir a segurança de mesários e do público nas eleições

SP registra 845 mil casos confirmados da covid-19 e 31.091 mortes pela doença

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), informou que cinco regiões do Estado progrediram no Plano São Paulo de quarentena heterogênea, da fase 4 laranja para a fase 3 amarela, menos restritiva

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Michelle Giarola: músicas e histórias do poder de Deus

Em um testemunho de fé, milagre e superação, Michele Giarola lançou seu primeiro álbum musical autoral, “A glória da segunda casa”

“Inesquecível”: a história da professora que morreu para salvar crianças

Filme vai contar a história da professora Heley de Abreu, que deu avida para proteger crianças de um incêndio, em Janaúba (MG). Saiba maiws!

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!