29.9 C
Vitória
quarta-feira, 19 janeiro 2022

10 dicas para economizar energia elétrica nas igrejas

comunhão_conta-de-luz
Foto: Reprodução

Conta de luz muito alta? Nas igrejas, o grande vilão é o ar condicional. Confira as dicas para diminuir o uso da energia elétrica e economizar

Por Priscilla Cerqueira

Um cenário que vem se repetindo a anos para os milhões de consumidores de energia elétrica no Brasil, que enfrentam todo o mês uma angustiante batalha contra a sua conta de luz muito alta. No caso das igrejas, o grande vilão da conta de energia cara é o ar condicionado.

Ele responde no mínimo por 70% do consumo. De acordo com o engenheiro eletricista, Milton Menegaz, se a igreja não possuir um sistema eficiente e moderno, esse valor pode subir pra 85%. As demais cargas da igreja são bem insignificantes diante do ar condicionado.

Com a conta de luz mais cara, os consumidores brasileiros, tanto pessoas quanto empresas e igrejas têm buscado soluções para diminuir o uso de energia elétrica e economizar no final do mês.

Para ajudar, principalmente as igrejas neste momento, o engenheiro dá algumas dicas para que a conta no final do mês pelo menos diminua. “São dicas simples, mas q juntas podem reduzir sua conta de luz pela metade”, afirma milton. Confira!

1 – No caso do ar condicionado, trocar por um sistema moderno e mais eficiente, como os splits do tipo inverter ou ainda melhor, pelo sistema VRF, que são ainda mais econômicos q os splits. Além disso, é preciso fazer manutenção periódica para avaliar se não está havendo vazamentos.

2 – Limitar o uso do ar condicionado ao período estritamente necessário. Para o salão de cultos ele pode ser desligado alguns minutos antes do fim do culto. Fazer campanha de conscientização com os membros e funcionários da igreja

3 – Instalar sistema de automação q permita o desligamento no quadro de energia do ar condicionado. Ele pode desligar automaticamente o ar de uma sala q não esteja sendo usada mais e a pessoa esqueceu de desligar. Pode tb desligar toda refrigeração após determinado horário e feriados. O sistema serve para salas e também para o ar do salão principal de cultos. São sistemas baratos e que geram uma economia impressionante.

4 – Chuveiros elétricos: devem ser usados pelo tempo estritamente necessário e apenas pelas pessoas q realmente dele precisam. Os vestiários da igreja , em geral, não precisam ter chuveiro elétrico, são de uso muito esporádico.

5 – Trocar todas as lâmpadas antigas pelas de Led com a potência necessária para a área atendida.

6 – Instalar sensores de presença pra comandar iluminação nas escadas, corredores, banheiros, etc.

7 – Instalar temporizadores para comando de iluminação de fachadas e letreiros.

8 – Fazer revisão da fiação da igreja pra saber se não está havendo fuga de corrente por um fio desencapado ou por uma emenda em q a fita isolante se soltou.

9 – Nas fiação que passa pelo piso ou terreno usar somente cabos com isolamento para 1.000V. Se usar cabos simples, em geral, com o tempo, haverá fuga de corrente desses cabos.

10 – Fazer uma revisão nas instalações pra avaliar se as fiações não estão sub dimensionadas e se as emendas de derivação não estão firmes. Isso gera aquecimento nos cabos e perda de energia.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se