26 C
Vitória
segunda-feira, 24 janeiro 2022

‘Deus concedeu papel especial aos EUA’, acredita maioria dos americanos

Foto: unsplash

Entre vários grupos religiosos, 88 por cento dos evangélicos brancos, 69 por cento dos protestantes negros e 71 por cento dos “outros cristãos” concordam com a declaração

Por Marlon Max

O patriotismo dos estadunidenses sempre foi uma vitrine para outras pessoas no mundo. Um estudo publicado recentemente revelou como o cristão americano se enxerga com relação à missão e papel desempenhado pelos Estado Unidos.

Em linhas gerais, a maioria dos cristãos afirma acreditar que os Estados Unidos têm um “papel especial” ordenado por Deus na história e que a nação sempre foi uma força para o bem no mundo, de acordo com uma nova pesquisa.

A pesquisa do Instituto de Pesquisa da Religião Pública (PRRI) ouviu 2.508 americanos, divulgada e foi divulgada na segunda-feira (01). O estudo descobriu que 75 por cento dos evangélicos brancos, 67 por cento dos protestantes negros e 55 por cento dos “outros cristãos” acreditam que “Deus concedeu aos Estados Unidos um papel especial na história humana.”

Igreja
Foto: Reprodução / Pixabay

Embora os evangélicos brancos sejam o grupo religioso mais propenso a concordar com a declaração, a pesquisa encontrou um declínio no tópico desde 2013, quando 84 por cento dos evangélicos brancos concordaram com a declaração. O estudo também revelou uma ampla divisão política sobre a questão, com o dobro de republicanos (68%) — partido alinhado à direita, do que democratas (33%) — partido alinhado à esquerda, concordando com a declaração.

Entre todos os americanos, 44% concordam – uma queda de 20 pontos em relação a 2013, quando era de 64%. “Significativamente menos americanos hoje acreditam que Deus concedeu à América um papel especial na história humana”, disse uma análise do PRRI da pesquisa.

A pesquisa encontrou mais consenso sobre se “os Estados Unidos sempre foram uma força do bem no mundo”, com 74% de todos os americanos – incluindo 92% dos republicanos e 67% dos democratas – concordando com a declaração.

Mas em outro tópico – orgulho de ser americano – o PRRI encontrou outra divisão política. Quase seis em cada dez americanos (58 por cento) dizem que nunca houve um momento em que não tivessem orgulho de ser americano. Três quartos (76 por cento) dos republicanos, mas 45 por cento dos democratas concordam com a declaração. A maioria dos evangélicos brancos (70 por cento) e protestantes negros (64 por cento) concorda com a declaração.

Com informações Christian Headlines 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se