27.7 C
Vitória
sábado, 13 abril 2024

Descubra como exercer uma liderança consciente

Foto: Freepik

Especialista no assunto afirma que a cultura de excelência não é contrária aos valores cristãos e o autoconhecimento é essencial

Por Patricia Scott

A falta de autoconhecimento é o maior obstáculo que os líderes enfrentam para se desenvolverem e alcançarem o avanço pessoal, segundo o especialista em liderança John C. Maxwell. “Quanto melhor você conhecer e administrar a si mesmo, mais será capaz de liderar e servir à sua equipe. O maior desafio que os líderes enfrentam é liderar a si mesmos”.

Ele observa ainda que se o líder não se enxergar de maneira realista, nunca entenderá onde se encontram as suas dificuldades pessoais. Assim, ele não reconhecerá seus pontos fortes e fracos. Não encontrará nem corrigirá os seus pontos cegos. “E, se não conseguir ver todas essas coisas, não será capaz de liderar a si mesmo com eficácia”, avalia o autor do livro Liderança Consciente, da Editora Hábito.

John destaca também que o bom líder vai além dos resultados. Ele é comprometido com a construção de uma cultura organizacional baseada em valores, ética e responsabilidade social. “A liderança orientada pelos valores está mais ligada ao caráter do que às capacidades, mais a quem se é do que ao que se faz, mais sobre agradar a Deus do que às pessoas”.

- Continua após a publicidade -

Ele pontua 17 valores e qualidades que são essenciais para um líder cristão: rendição, sacrifício, confiança, excelência, amor, humildade, integridade, visão, coragem, generosidade, perdão, autoconhecimento, equilíbrio, humor, encorajamento, perseverança e escuta. “A liderança afeta todas as dimensões de nossa experiência humana. Ela pode nos unir, nos elevar e nos inspirar a realizar grandes conquistas. E ela é crucial para que consigamos cumprir os propósitos de Deus em nosso mundo. Em resumo, a liderança é importante para Deus e, portanto, deve ser importante para nós”.

Maxwell ensina que uma cultura de excelência não é contrária aos valores cristãos. Na realidade, é central a eles. “Quando operamos como embaixadores de Cristo em nossas comunidades e locais de trabalho, há muito em jogo. Somos chamados a nos esforçar ao máximo, pois levamos conosco a reputação de Cristo”, diz.

Para Finaliza, o especialista pontua: “Algo que as pessoas notam no líder que confia em Deus é que ele é capaz de se manter calmo diante das adversidades, pois conta com uma perspectiva mais ampla das turbulências diárias”.

Confira três estratégias de John para se tornar um líder consciente

Ouça mais, fale menos: Antes de liderar as pessoas, é necessário compreendê-las. Os benefícios positivos de ser um bom ouvinte são muito mais valiosos do que é possível costumamos reconhecer. Quando apenas se escuta sem ouvir de verdade, a liderança está fadada a sofrer. É por isso que Maxwell aconselho ouvir, aprender e depois liderar.

Admita os erros e aprenda com eles: O primeiro passo para antecipar os erros e aprender com as falhas que você comete é se enxergar de forma realista e admitir os seus pontos fracos. É impossível melhorar como líder se você estiver ocupado demais tentando fingir que é perfeito. Quando se trata de sucesso, o que importa não é a quantidade de erros que você comete, mas, sim, o número de vezes que você comete o mesmo erro.

Julgue sua liderança pelo sucesso da equipe: As pessoas costumam atribuir o êxito de organizações e equipes a muitas coisas: oportunidades, economia, pessoal, trabalho em equipe, recursos, acertar o momento, química, sorte. A única coisa que todas as boas organizações têm em comum é uma liderança competente. Quando um líder sabe para onde está indo e tem conhecimento do que quer, elas começam a desenvolver uma confiança saudável.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -