20.7 C
Vitória
terça-feira, 24 maio 2022

Descrença no cristianismo cresce nos EUA, revela pesquisa

EUA secularização
Foto: unsplash

Apenas 63% dos americanos se identificam como cristãos este ano, uma queda acentuada de 75% há dez anos

Por Marlon Max

Faltam menos de 10 dias para o Natal, e a maioria dos americanos celebrará o nascimento de Jesus. Mas uma nova pesquisa da Pew mostra que a proporção de adultos norte-americanos que se consideram cristãos está caindo.

O número decrescente de americanos que se dizem cristãos é compensado por um número crescente de pessoas que se dizem ateus, agnósticos ou pessoas sem nenhuma fé em particular. Esses americanos não afiliados constituem 29% da população dos EUA, ante 19% em 2011.

“As mudanças secularizantes evidentes na sociedade americana até agora no século 21 não mostram sinais de desaceleração”, concluíram os pesquisadores do Pew. “A parcela do público não filiado à religião é 6 pontos percentuais maior do que há cinco anos e 10 pontos maior do que há uma década.”

Igreja-EUA
Foto: Reprdução

Embora os cristãos ainda sejam uma maioria saudável, seu declínio talvez se reflita melhor em duas perguntas da pesquisa: com que frequência as pessoas oram e quão importante a religião é em suas vidas. Apenas 45% dos adultos nos EUA disseram que oram diariamente (contra 58% em uma pesquisa semelhante de 2007).

E o número de americanos que dizem que a religião é “muito importante” em suas vidas também está caindo: 41% dos americanos consideram a religião “muito importante” em suas vidas, ante 56% em 2007.

Os protestantes são responsáveis ​​pela maior parte do declínio – queda de 4 pontos percentuais em relação a cinco anos atrás e 10 pontos percentuais desde uma década atrás, com os protestantes evangélicos e não evangélicos declinando em geral para 40 por cento dos adultos nos EUA. Os católicos se mantiveram relativamente estáveis ​​em 21 por cento.

“Isso é pelo menos em parte uma reação ao ambiente político”, disse David Campbell, professor de democracia americana na Universidade de Notre Dame que escreveu sobre a secularização americana.

“Muitas pessoas se afastam da religião porque pensam na religião como uma expressão do conservadorismo político, ou como uma ala do Partido Republicano. Isso é especialmente verdadeiro para os americanos brancos. Quanto mais a religião está envolvida em uma visão política, mais pessoas que não compartilham dessa visão política dizem: ‘Isso não é para mim’ ”.

A pesquisa fez parte da Pesquisa Nacional de Referência de Opinião Pública realizada pela Pew online e por correio entre maio e agosto. A pesquisa foi conduzida entre 3.937 entrevistados, que fizeram a pesquisa por conta própria (não em resposta a um entrevistador). Possui margem de erro de 2,1 pontos percentuais.

Com informações Pew Research e Christian Headline

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se