25.9 C
Vitória
terça-feira, 26 outubro 2021

Desaparecidos no Brasil: “Não vamos perder mais crianças”

A declaração foi da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, sobre as mais de 10 mil pessoas desaparecidas no Brasil

Por Priscilla Cerqueira

O presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que regulamenta a Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas e define as atribuições dos órgãos federais no setor. A Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça vai coordenar as ações de cooperação operacional entre órgãos de segurança e autoridades estaduais.

“Vamos trabalhar juntos para que as duas equipes deem assistência. As polícias serão certificadas a partir do cadastro e imediatamente começará a procura. Não vamos mais esperar 24 horas. Vamos levar um pouco de paz, tranquilidade e esperança a essas famílias que têm seus entes queridos desaparecidos”, destacou o presidente.

De acordo com Damares Alves, os desaparecimentos de pessoas no pais estão relacionados a crimes como tráfico humano, adoção ilegal, abuso sexual e pedofilia, tráfico de órgãos e até para fins de rituais.

“A gente vai ter agora um aplicativo. Quando uma criança desaparecer, imediatamente todo mundo da cidade vai saber que ali desapareceu uma criança para que a polícia busque imediatamente essa criança ou esse adulto. Nem todo mundo que desaparece é uma questão de segurança pública. Aquela mulher ameaçada e que quer desparecer tem o direito. Nós vamos cuidar das situações que não sejam de segurança”, afirmou a ministra.

Decreto

O texto determina a implementação do Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas. O banco de dados terá a cooperação técnica e operacional de estados e demais entes federados, com o objetivo de dar suporte à Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas.

Na versão pública do cadastro, de livre acesso por meio da internet, os cidadãos poderão encontrar informações sobre as características físicas das pessoas desaparecidas, fotos e outros dados úteis para a identificação e que não levem risco à vida da pessoa desaparecida.

Veja vídeo

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se