26.4 C
Vitória
domingo, 7 março 2021

Derrubada de helicóptero sírio reacende tensão com Turquia

Forças apoiadas pela Turquia abateram um helicóptero do exército da Síria perto de Qaminas, nessa terça-feira (11). As informações são do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH). Dois pilotos morreram.

O governo da Turquia chamou o caso de “acidente aéreo” sem reivindicar responsabilidade. “O avião foi atingido por um míssil na região de Al Nayrab, no sul de Idlib, o que levou à queda da aeronave e à morte de sua tripulação”, disse a agência de imprensa oficial Síria, Sana.

Derrubada_helicóptero_Síria
Helicóptero abatido em Idlib, na Síria, nesta terça-feira (11) (Foto: Ghaith Alsayed/AP Photo)

Contra-ataque  
Em resposta, forças do regime de Bashar al-Assad bombardearam áreas perto de um posto de observação turco na região de Idib. No ataque, soldados turcos morreram. O episódio aumentou a tensão entre os países.

Assad tenta retomar o controle do norte da Síria. A Turquia tem apoiado a presença dos grupos rebeldes e mantém soldados na região. Entretanto, recentemente, forças pró-Assad reconquistaram o último trecho da rodovia que liga a capital, Damasco, à cidade de Aleppo, uma das mais importantes do país.

De acordo com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, o regime sírio “pagaria muito caro” por qualquer ataque contra as forças turcas.

Tensões 

A Turquia tem 12 postos de observação no noroeste da Síria. O país enviou reforços para a área nos últimos dias. No entanto, o exército sírio reafirmou na terça-feira sua determinação em “responder às agressões do Exército turco”.

“As agressões do regime de Assad e da Rússia devem terminar” disse Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, em um tuíte. Ele anunciou que o enviado especial dos EUA para a Síria, James Jeffrey, visitaria a Turquia “para coordenar as medidas de resposta”.

O principal aliado do regime de Bashar al-Assad, com quem fechou um acordo para estabelecer uma “zona desmilitarizada” sob o controle da Rússia e da Turquia em Idlib, que, na prática, não deu em nada.

Ajuda Humanitária

Metade da província de Idlib e as regiões vizinhas de Aleppo, Hama e Latakia, controlados pelos jihadistas de Hayat Tahrir al-Cham (HTS, ex-Al Qaeda síria), constituem a última fortaleza rebelde que escapa ao poder do regime de Assad na Síria.

Aproximadamente 700 mil pessoas fugiram da ofensiva militar lançada em dezembro pelo regime Assad e pelo governo da Rússia na região de Idlib. Em nove anos de guerra, há uma onda significativa de pessoas deslocadas segundo a ONU informou nessa terça-feira.

O ‘Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários’ anunciou em fevereiro uma “enorme operação humanitária” com mais de 230 caminhões de comida, através de dois pontos de passagem na fronteira turca, para servir 400 mil pessoas.

A maioria dos civis fugiu para o norte de Idlib, perto da fronteira com a Turquia, que Ancara fechou com medo de uma nova onda de migrantes. Mais de 3,5 milhões de sírios encontraram refúgio na Turquia desde 2011. O conflito já deixou mais de 380 mil mortos.

*Com informações do G1. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

O resgate dramático de uma menina de 3 anos na Turquia

A criança foi encontrada com vida pelos bombeiros três dias depois do terremoto de magnitude 7 que atingiu a cidade turca de Izmir. Saiba mais!

Terremoto na Turquia e na Grécia deixa 64 mortos

De acordo com relato da AFP, aconteceu um mini-tsunami e foram registrados danos materiais na ilha de Samos

Crise econômica pode forçar pessoas a sair da Síria

Por conta da guerra, que já dura quase 10 anos, aproximadamente metade da população do país já foi deslocada. Saiba mais!

Síria: Igreja fica sem pastor após a quarentena

Há três meses, líder cristão aguarda autorização para retornar da Alemanha.

Esperança na Síria: Plantando bondade em meio a muçulmanos

Como aulas de reforço com equipe do Centro de Esperança mudaram o comportamento de crianças atendidas em escola na vila de Al Bassa, na Síria

Cristãos trabalham para a reconstrução da Síria

Centros de Esperança investem em projetos de geração de renda. Saiba mais! 

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Voluntariado no exterior para jovens universitários; Saiba mais!

Organização IYF abre inscrições de voluntariado no exterior para jovens universitários A Organização International Youth Fellowship- IYF(comunhão internacional de jovens), é uma organização com base...

Franklin Graham no Brasil para o “Esperança Rio 2021”

Lançamento do "Esperança Rio 2021" será em Maio e em dezembro a ação evangelística, que terá participação do evangelista Franklin Graham. Saiba mais!

Deive Leonardo ministra em São Paulo fim de semana

O evangelista Deive Leonardo retorna com suas apresentações na capital Paulista nesta sexta-feira, 19 e neste sábado, em Barueri (SP). Saiba mais!

Começou a 23ª edição da Consciência Cristã; Saiba mais!

Consciência Cristã inicia hoje e reúne evangélicos para debater educação, fé, ciência e justiça social. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

SBB: levando a Palavra para hospitais e presídios do Brasil

Campanha da SBB quer criar uma rede de apoio com igrejas e capelanias para que a Palavra de Deus alcance vidas e leve esperança a hospitais e presídios do Brasil. Saiba mais!

Irmão Lázaro tem melhora em seu quadro de saúde

Assessoria do vereador informou que irmão Lázaro apresentou melhora na oxigenação. Ele está internado com covid-19. Saiba mais!

Natthália Gonçalves e sua admiração pelas histórias bíblicas

A atriz mirim, Natthália Gonçalves interpreta a personagem Chaya, na novela Gênesis, que é exibida pela TV Record

Deive Leonardo grava primeira série do ano em Florianópolis

Com o tema "Alvorecer", a primeira série gravada de Deive Leonardo promete levar a esperança de um recomeço e de um novo dia. Evento acontece no próximo sábado, 27. Saiba mais!