21 C
Vitória
sexta-feira, 23 outubro 2020

PF indicia Temer por lavagem de dinheiro e corrupção

Leia também

Investimento Direto no País soma US$ 1,597 bi em setembro, diz BC

No acumulado dos 12 meses até setembro deste ano, o saldo de investimento estrangeiro ficou em US$ 50,026 bilhões

8,073 milhões de pessoas estavam em trabalho remoto em setembro, diz IBGE

Os empregadores, 9,4% trabalhavam de forma remota em setembro, e apenas 5,0% dos trabalhadores por conta própria estavam em trabalho remoto

Lenda viva no esporte! Os 80 anos de Pelé

A Fifa ainda publicou histórias curiosas sobre o "Rei do Futebol", envolvendo a origem do seu nome, o sucesso que fez em Nova York, a relação com celebridades da música e a participação em filmes.

O presidente é investigado no inquérito dos Portos

A defesa do presidente Michel Temer pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso a anulação do indiciamento promovido na última terça-feira (16) pela Polícia Federal (PF).

O inquérito apura o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A na edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado em maio do ano passado pelo presidente.

Em manifestação enviada a Barroso, que é o relator do caso no STF, os advogados do presidente alegam que, devido ao foro por prerrogativa de função garantido ao presidente da República, a PF não tem competência para indiciar Temer.

Para os advogados, o indiciamento é ilegal e provoca repercussão na honorabilidade de Temer e “reflexos na estabilidade da nação”.

“Chamou a atenção da defesa, a decisão da autoridade policial de proceder diretamente o indiciamento do requerente, sem qualquer autorização de Vossa Excelência [Barroso], ou mesmo pedido neste sentido por parte da Procuradoria-Geral da República (PGR), usurpando a competência exclusiva desta Suprema Corte”, argumentou a defesa.

Na mesma petição, o advogado afirmou que Temer não praticou os fatos que lhe foram atribuídos no relatório final da investigação, enviado ontem pela PF ao ministro Barroso.

“A referida peça conta com mais de 800 laudas, de forma que a defesa não teve tempo de analisar o seu inteiro teor. Ainda assim, reafirma neste momento que o senhor presidente da República não praticou qualquer dos delitos que lhe foram atribuídos e que, seguramente, não há elementos suficientes para justificar a conclusão lá exposta.”, concluíram os advogados.

Além de Temer, mais dez pessoas foram indiciadas no inquérito. Os crimes citados são de corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Após receber o documento, Barroso pediu parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), que terá 15 dias para se manifestar sobre eventual denúncia contra os acusados e os pedidos de bloqueio de bens e de prisão de quatro dos 11 indiciados.

*Informações da Agência Brasil


LEIA MAIS

Temer diz que vai apoiar transição no próximo governo
Temer veta gastos para cumprir Plano Nacional de Educação

- Publicidade -

Matérias relacionadas

‘É quase uma união estável’, já disse Bolsonaro ao senador Chico Rodrigues

O presidente chama Chico Rodrigues de 'velho colega' e relembra a atuação conjunta em projetos na Câmara dos Deputados

A igreja deve se posicionar sobre as eleições?

Anônimo A Igreja Adventista reconhece as obrigações do exercício da cidadania, mas não possui e nem mantém partidos políticos, não se filia a eles, tampouco...

Por venda de sentenças, Fachin mantém preso perito ligado a ‘juiz dos ingleses’

Ao analisar o caso, Fachin observou que, segundo os autos, a prisão preventiva de Tadeu não foi justificada em 'argumentos genéricos, mas em evidências concretas'

Celso de Mello: investigado deve depor em dia, hora e local definido pela Polícia

Em sua explicação, Mello afirmou que a presença de réus não pode não ser substituída e não é possível haver interrogatórios por procuração

PF faz buscas em empresa de Niterói por venda de suposta ‘vacina contra covid-19’

A empresa investigada, que não teve o nome divulgado, não possui qualquer tipo de autorização ou de convênio com as autoridades sanitárias ou laboratórios desenvolvedores

STF decide se Bolsonaro depõe pessoalmente no inquérito sobre interferência na PF

O documento foi enviado a corte depois de o governo receber um ofício da PF intimando o presidente a prestar depoimento

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!

Vovô Raul Gil recebe artistas gospel em live; Saiba mais

A live gospel do Vovô Raul Gil será no dia 21 de outubro e vai reunir personalidades e artistas evangélicos. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Discos de platina e platina triplo para Davi Sacer

om milhões de plays, o cantor e compositor recebe premiações durante a gravação do seu novo projeto no Rio de Janeiro (RJ)

Sucesso no Brasil, Deezer gospel celebra quatro anos

Lives com artistas acontecem durante o mês como parte da comemoração de aniversário. Saiba mais!

“40 Dias – Milagre Da Vida”: impacto e esperança

Pastores e líderes de diversos lugares do país, mobilizaram pessoas de suas igrejas, amigos e familiares para conferirem no cinema a história impactante de Abby Johnson

A fascinante história do menino de rua que virou milionário

A superação de um jovem australiano de 22 anos que virou milionário, busca inspirar outras pessoas em situações semelhantes. Conheça essa história fantástica!