25.9 C
Vitória
quarta-feira, 27 outubro 2021

Declaração Cristã sobre a Ciência para Tempos de Pandemia

Assinado por cientistas e líderes cristãos renomados no mundo, a declaração cristã sobre a Ciência para Tempos de Pandemia, conclama as igrejas a agirem com sabedoria espiritual.

Cientistas renomados e líderes cristãos do mundo inteiro assinaram a declaração cristã sobre a ciência para tempos de pandemia. O documento foi publicado no site do BioLogos. Uma organização de ciência e fé, fundada pelo vencedor do Prêmio Templeton e renomado genetista Francis Collins.

“A vacinação é uma provisão de Deus que vai prevenir doenças não apenas para nós mesmos, mas para os mais vulneráveis entre nós (Mt 25.31-36)”, diz um trecho da declaração. Leia a declaração completa aqui!

Mais de 5 mil pessoas já assinaram a declaração, que conclama os cristãos a seguirem os conselhos de especialistas em saúde pública e a apoiarem os cientistas que realizam pesquisas biomédicas cruciais sobre a Covid-19.

Em busca da vacina

Francis Collins e outros cientistas cristãos estão envolvidos na busca global por uma vacina que possa ajudar a combater o coronavírus. Quase 900 mil pessoas já morreram, no mundo todo, devido à Covid-19.

“Buscar tratamento médico não é sinal de fraqueza na fé em Deus, mas uma aceitação grata dos dons de Deus”, afirmam os signatários. A declaração descreve também os processos por meio dos quais a comunidade científica trabalha para deter o vírus.

Apelo às igrejas

A declaração também conclama as igrejas a agirem com sabedoria espiritual. “As perdas econômicas e dificuldades sociais da pandemia são dolorosas, e cristãos comprometidos discordarão sobre como equilibrar essas necessidades com as necessidades de saúde.

Ainda mais perto de nossos corações está o impacto da quarentena sobre a comunhão nas igrejas. Conforme as igrejas reabrem, os cristãos precisam equilibrar o chamado de Deus para se reunir com o chamado de Deus para proteger os vulneráveis entre nós. Precisamos mais do que a ciência para tomar essas decisões; precisamos de uma fé bíblica que nos torne sábios e criteriosos” (Tg 3.13-18).

O manifesto se encerra com alguns conselhos práticos, como a necessidade de “usar máscaras”, “vacinar-se”, “corrigir desinformações”, “trabalhar pela justiça” e “orar”.

*Com informações de Ultimato

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se