O perigo do culto à juventude

Foto: Reprodução

Teólogo alerta sobre o “marketing da juventude”. “A linguagem, as cores, as gírias, a arquitetura do templo. Tudo remete ao jovem”, disse Gutierres.

Recentemente o teólogo Gutierres Siqueira publicou um post em suas redes sociais sobre o tema juventude nas igrejas. Ele chamou atenção para o fato de muitas comunidades deixar de lado a verdadeira mensagem cristã para ter um ambiente mais “jovial”.

“Você já percebeu que toda igreja ‘relevante’ precisa ser ‘jovial’? A linguagem, as cores, as gírias, a arquitetura do templo. Tudo remete ao jovem. Mas seria isso uma real valorização do jovem ou uma espécie de ‘marketing da juventude’?“, questionou.

Para ele, esse comportamento tem trazido prejuízo a simplicidade da Igreja, uma vez que ela “pode ser tentada a abraçar o culto à juventude da cultura contemporânea e, paradoxalmente, perder relevância entre os jovens.”

O post de Gutierres teve apoio entre os seus seguidores na internet e comentários ratificando a relevância do tema.

Veja


Leia mais

“Precisamos de um avivamento no meio da juventude”
Suicídio na juventude!
Pais e igrejas na batalha pela castidade da juventude