18.8 C
Vitória
terça-feira, 5 julho 2022

Cristãos recebem apoio para empreender na Índia

India
Imagem ilustrativa // Foto: Unsplash

Projetos geradores de renda ajudam os cristãos perseguidos

Por Marlon Max

Na Índia, os extremistas hindus acreditam que todos os indianos devem seguir o hinduísmo e que no país não deve haver cristãos. Segundo a missão Portas Abertas, é comum que cristãos ex-hindus sejam atacados fisicamente e às vezes mortos, além de estarem sob constante pressão da família e da comunidade para retornar ao hinduísmo.

Os cristãos são perseguidos em todas as áreas da vida pública e privada, relata Portas Abertas, a missão ainda explica que as leis anticonversão são utilizadas para assediar e intimidar os seguidores de Jesus.

Eles são acusados de seguir uma fé estrangeira e culpados pela má sorte que atinge as comunidades. Se eles não se reconverterem, podem ser boicotados pela comunidade, resultando em maior vulnerabilidade social.

Com o apoio da Portas Abertas, cristãos que perderam o trabalho e, consequentemente, a renda estão conseguindo empreender. Veja abaixo algumas formas pelas quais o apoio da família da fé tem ajudado a mudar a história de cristãos indianos.

Reparos elétricos

reparos eletricos
Foto: reprodução / Portas Abertas

Sachin foi socialmente boicotado por causa da fé, enfrentou rejeição e circunstâncias difíceis, mas ele tem habilidade para reparar todo tipo de equipamento elétrico, como TV, sistema de som e celulares. Com o apoio da Portas Abertas, Sachin montou uma pequena loja. Hoje ele é capaz de sustentar a família e serve como líder da igreja em aldeias da região.

“Venho de uma família pobre e não tinha recursos para sustentar a minha família. Parceiros da Portas Abertas me ajudaram a montar uma pequena loja, trabalhei muito e com a renda expandi minha loja de reparos elétricos. Também comprei um veículo para me ajudar com meu ministério nas aldeias e consegui consertar a minha casa. Essa ajuda teve um grande impacto na minha vida. Sou muito grato aos parceiros da Portas Abertas por essa transformação na minha vida”, conta.

Mercearia e loja de vestuário

Rajesh enfrentou muita perseguição por se converter ao cristianismo. Por recusar a abandonar a fé em Jesus, ele foi rejeitado pela família.

“Eu era pobre e estava em uma situação desesperadora, pois não tinha emprego. Alguns parceiros da Portas Abertas me ajudaram a montar uma pequena mercearia. Consegui expandir o negócio e abrir uma loja de vestuário. Sou muito grato pela estabilidade que esse negócio me proporcionou”, disse.

Serviços mecânicos 

Harish enfrentou forte oposição por causa da fé. Ele foi detido e interrogado por liderar uma igreja, mas permaneceu fiel ao Senhor. Ele trabalhava como mecânico, mas a oficina não tinha os equipamentos necessários. Com apoio da Portas Abertas, que ofereceu os equipamentos que ele precisava, Harish conseguiu expandir o negócio.  

“Parceiros da Portas Abertas forneceram equipamentos para minha oficina. Agora, com a ajuda de todos os equipamentos consegui expandir o negócio. Também consegui emprego para cinco homens e suas famílias por meio da minha oficina”, testemunha Harish. 

Com informações Portas Abertas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se