back to top
27.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Cristãos não recebem ajuda humanitária no Sudão

Foto: Portas Abertas

Igrejas inteiras estão em fuga e não têm condições de socorrer suas comunidades cercadas pelos conflitos

Por Patricia Scott

No Sudão, os cristãos enfrentam uma crise humanitária. No entanto, a situação é ainda mais agravada pela perseguição religiosa. O país ocupa o 8º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2024, que classifica os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos no mundo.

Relatórios do Programa Alimentar Mundial da Organização das Nações Unidas revelam que a assistência alimentar não consegue chegar até 90% da população necessitada. Isto porque elas vivem em áreas inacessíveis.

No entanto, segundo Portas Abertas, a situação dos cristãos é ainda pior, porque não conseguem apoio devido à fé. “Muitos foram atacados em áreas como Darfur, Nilo Azul e nas Montanhas Nuba”.

- Continua após a publicidade -

“Há cristãos que se abrigam em igreja ou outros locais onde não se misturam com o resto da população porque são discriminados devido à fé”, relatou Fikiru (pseudônimo), um especialista da Portas Abertas para a África Oriental. Segundo ele, igrejas inteiras estão em fuga e não têm condições de socorrer suas comunidades cercadas pelos conflitos.

“Em casos onde os cristãos fogem de casa e das comunidades por segurança, eles costumam ficar até duas semanas em um local e, depois, se deslocam novamente”, detalha Fikiri, que prossegue: “Alguns têm que viajar a pé durante horas até chegar a um lugar, relativamente melhor e mais seguro. Ficar na região onde há combate é perigoso e fugir também é perigoso”.

Cabe destacar que desde que o exército da milícia Forças de Apoio Rápido (RSF, da sigal em inglês) tomou o poder em 2021, os conflitos não param. Sem contar, que há muitas denúncias de violações de direitos humanos.

Diante desse contexto, a Portas Abertas solicitou às autoridades internacionais que tomem atitudes imediatas com o intuito de garantir o acesso de todos à assistência humanitária. Além disso, a instituição missionária pediu que elas atuem para estabelecer a paz a partir de negociações.

Sendo assim, Portas Abertas convida os cristãos brasileiros e latinos a intercederem pelo Sudão, como também pelos demais países da África Subsaariana durante o DIP 2024. A mobilização acontece no próximo domingo, 26 de maio.

Para saber mais sobre os cristãos na África, acesse o vídeo, se deseja participar do DIP 2024, confira as informações

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -