Cristãos convencem mães a desistirem de aborto

Foto: Reprodução

A pastora Ezenete, da Igreja Batista Lagoinha e presidente responsável pelo projeto Apoio a Mulheres Numa Gravidez Indesejada, se mostrou com muita alegria ao impor suas mãos sobre cada criança.

Cristãos convencem mães a desistirem de aborto e bebês são apresentados a Deus, em Minas Gerais.

Muitas pessoas questionam se o aborto deve ser evitado até mesmo quando a mulher é violentada ou de alguma forma tem uma gravidez indesejada.

De fato, há uma luta para que o bebê sobreviva, apesar dos conflitos e desafios da mamãe.

Mas, se ela não tem nenhum apoio, seja da família ou da igreja, ela pode acabar tirando a vida daquele pequeno ser dentro dela. Pensando nisso, foi criado um grupo de ajuda a essas mulheres que estão em um momento tão conflituoso.

APOIO

O ministério Apoio a Mulheres Numa Gravidez Indesejada (AMGI), coordenado por Katilene Silva, tem ajudado mulheres que passam por esse desafio.

“Quando as mães chegam ao AMGI, elas estão rejeitando seus filhos que estão no ventre. Durante toda a gestação, acompanhamos essas mulheres orando e ministrando a Palavra de Deus sobre suas vidas, ensinando a importância de se consagrar os filhos ao Senhor e de criá-los no caminho Dele”, disse Katilene.

MINISTÉRIO

Durante a Escola de Intercessão, com a pastora Ezenete Rodrigues, da Igreja Batista da Lagoinha, foi realizada a consagração a Deus de 12 crianças de mães acompanhadas pelo ministério Apoio a Mulheres Numa Gravidez Indesejada.

“Nosso objetivo com a consagração é dizer que essas crianças pertencem ao Senhor. Quando consagramos nosso filho a Deus, afirmamos, liberamos, oficializamos, concretizamos e profetizamos que o Senhor tem toda liberdade sobre ele para usá-lo como desejar”.

CONSAGRAÇÃO

O evento aconteceu na sede da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG) e foi um momento de muita emoção, onde mulheres que atuam como conselheiras do AMGI, entre psicólogas e enfermeiras, estavam presentes.

A pastora Ezenete, presidente responsável pelo projeto, se mostrou com muita alegria ao impor suas mãos sobre cada criança.

Ela profetizou que cada bebê estava sendo consagrado ao Senhor como futuros presidentes, pastores, apóstolos e mestres para a honra e glória de Deus.

O ministério de Apoio a Mulheres numa Gravidez Indesejada (AMGI) realiza o atendimento de gestantes, onde elas são acompanhadas antes e após o nascimento da criança.

Diversas outras mamães e bebês já receberam uma nova oportunidade de vida, tratando de problemas físicos e psicológicos.

Através de aconselhamentos com psicólogas, conselheiras e enfermeiras, o AMGI orienta as mães, mesmo em situações difíceis, a não abortarem seus filhos.

Várias comemorações e atividades são realizadas durante o ano, como o “Chá da Unidade”, a “Festa da Primavera”, o “Dia das Mães”, a “Festa de Natal”, treinamentos e cursos para cuidados com o bebê, culto da família, entre outros eventos.