O avivamento do cristianismo na Síria

Foto: Reprodução Web

Missionários da Missão Portas Abertas (EUA), cristãos do país relatam que a Igreja está se reerguendo após a devastação causada pelo Estado Islâmico

“Deus está ressuscitando a igreja na Síria, respondendo às orações e gritos de Seu povo ao redor do mundo – e demonstrando Sua compaixão e poder para reviver e restaurar”. A declaração é de missionários que atuam no país.

Por conta da guerra civil e a invasão de terroristas do Estado Islâmico a Igreja na Síria estava quase morta. Mas segundo relatos de missionários da Missão Portas Abertas (EUA), “a história mudou e continua a se transformar. Durante a guerra, as igrejas cresceram e muitos muçulmanos se entregaram a Cristo aqui neste país do Oriente Médio”, informa a Missão.

A Síria é o 11º país mais perigoso para ser um cristão. Em um retiro recente realizado pela Portas Abertas várias pessoas se converteram e se batizaram.

“É claro que Deus trabalha em todos os lugares e entre todas as pessoas, mas vejo o início de um reavivamento entre os drusos e curdos na Síria”, diz o pastor da igreja onde ocorreram os batismos (nome alterado por questão de segurança).

Segundo relato do pastor, o reavivamento na Síria não é diferente do reavivamento em qualquer outro lugar do mundo. Significa novos convertidos, novas igrejas, novas lideranças e o batismo de novos crentes.

“Na minha cidade, agora temos quatro igrejas de principalmente novos convertidos”, diz. Sua congregação de 60 membros é a menor igreja das quatro. Além disso, em outros lugares da Síria, ex-drusos e ex-muçulmanos estão se voltando para Cristo em números significativos.

Conversão e mudança de vida

Os crentes na Síria sabem que se tornar cristão significa deixar para trás sua antiga vida, seu velho mundo e sua antiga religião. E diante deles está uma cruz, um símbolo de perseguição.

Mas eles não se estremessem. A cada batismo eles cantam. “Decidi seguir a Jesus / decidi seguir a Jesus / decidi seguir a Jesus / Não voltar atrás, não voltar atrás”, canta a igreja, entoando o conhecido hino cristão.

“O mundo atrás de mim, a cruz diante de mim / O mundo atrás de mim, a cruz diante de mim / O mundo atrás de mim, a cruz diante de mim / Não volto atrás, não volto atrás”, continuaram.

*Com informações de Missão Portas Abertas (EUA)


Leia mais

Síria – Estado vai controlar ensinamentos islâmicos
ONU faz alerta de catástrofe humanitária na Síria
Cristãos acolhem famílias sírias que fogem do Estado Islâmico

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!