26.1 C
Vitória

A dificuldade de ser cristão no Laos, um país comunista

Leia também

Caso Coronavac seja eficaz, SP pedirá liberação emergencial à Anvisa em outubro

A informação foi divulgada em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, 12, pelo secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn

Sem reajustes a ministros, STF aprova orçamento com R$ 25,7 milhões a mais para 2021

Depois do levantamento preliminar, foi necessário aplicar um corte de R$ 76 milhões, a fim de adaptar a proposta ao teto de gastos

Bolsonaro está em ótimo estado de saúde, diz médico

Desde o final do mês passado, o presidente retomou as agendas presidenciais e viagens pelo País

O Laos é um país no sul da Ásia que ocupa a 19ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019

Um dos únicos países marxistas do mundo, os três tipos de perseguição predominantes no Laos são: opressão comunista e pós-comunista, paranoia ditatorial e antagonismo étnico. A opressão se dá pelo fato de o país se apegar à ideologia comunista e, consequentemente, se opor estritamente a qualquer influência considerada estrangeira ou ocidental.

Para manter o controle, o Partido Comunista coloca pressão sobre a sociedade, inclusive à pequena minoria cristã. O partido tem uma visão negativa dos cristãos, que considera agentes estrangeiros e inimigos. O cristianismo é visto como uma ideologia ocidental que desafia o comunismo. O governo do Laos controla todos os meios de informação, como jornais e rádio, e mantém um controle cerrado do país.

CONTROLE RÍGIDO

O governo do Laos é sigiloso e ninguém do lado de fora do ciclo interno de líderes sabe exatamente o que está acontecendo. Os cristãos têm que ter extremo cuidado ao falar sobre sua fé. Há regras a seguir e limites que não devem ser ultrapassados se os cristãos quiserem evitar uma reação negativa de oficiais. Autoridades locais sempre se utilizam da atitude hostil da sociedade em relação aos cristãos para justificar o fato de monitorá-los.

O animismo e outras práticas tribais são observadas em vilarejos, principalmente em áreas rurais – que compõem cerca de 60% do território do país. Abandonar essas práticas tribais para seguir a fé cristã é visto como traição. Tanto líderes do vilarejo como a família veem como necessário expulsar os cristãos de suas comunidades, pois eles temem que a fé “estrangeira” enfureça os espíritos guardiões. Oficiais locais também são conhecidos por forçar cristãos a negar a fé; líderes do vilarejo às vezes convocam autoridades locais para prender os cristãos.

“País budista”

O Laos também é um dos cinco países que seguem o budismo theravada, que é a tradição mais antiga do budismo. A fé budista está profundamente enraizada na sociedade. Há uma convicção compartilhada de que o Laos e o budismo são intrinsicamente ligados e que o budismo deve sempre ter supremacia no país.

O objetivo dos líderes budistas é manter o país “puro” e o alvo dos líderes políticos comunistas é manter controle. Esses dois fatores se complementam bem, pois ambos querem dominar a sociedade e impedir desvios da norma.

*Com informações da Portas Abertas.


leia mais

Missionária da Coreia do Norte relata perseguição a cristãos

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Canta Recife Experience com Rodolfo Abrantes e esposa

O Canta Recife Experience é o primeiro evento drive-in cristão do Nordeste. Saiba mais!

Semana de lives da Consciência Cristã 2021; Confira as datas!

O tema das lives, que acontece de hoje, 3, até sábado, 8, é "Feitos à imagem de Deus", que será a abordagem do Consciência Cristã 2021

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Lagoinha abre curso Linhas de ensino; Saiba mais!

As aulas das turmas do primeiro módulo do Curso Linha de ensino se iniciam a partir de 17 de agosto. Saiba mais!

Plugue-se

Em testemunho de fé, ex miss-universo, Dayana Mendoza se batiza

Dayana Mendoza revelou que encontrou em Jesus as respostas que precisava para sua vida

Baltazar, o atacante brasileiro “artilheiro de Deus”

Conhecido como Baltazar, o "artilheiro de Deus", foi destaque na década de 80, atuando pelo Grêmio de Porto Alegre e hoje, aos 61 anos é pastor e empresário. Conheça essa história!

“Entre a vingança e o perdão”: superando as dificuldades

Deus e perdoa, e você? Embarque nessa viagem sobre superação e perdão com “Entre a vingança e o perdão” 

‘Fala, Pai’: podcast especial para homens

O "Fala, pai" apresenta  31 reflexões, com cerca de três minutos voltadas para os homens. Saiba mais!