20.5 C
Vitória
domingo, 5 julho, 2020

Criminalização da Homofobia: julgamento será retomado

Mais lidas

Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta

Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta

Presidente sobrevoou áreas afetadas por ciclone em Santa Catarina neste sábado

"Governo está a disposição para ajudar os atingidos", diz Bolsonaro. Confira!

Flexibilização do isolamento pode ter levado 1,1 milhão de volta ao trabalho

Segundo a Pnad Covid, pesquisa divulgada pelo IBGE, de 7 a 13 de junho, a taxa de desemprego no País estava em 12,4%, ante 11,8% na semana anterior

ES: Igreja celebra aniversário com carreata, culto drive-in

Aniversário de 29 anos da Primeira Igreja Batista da Praia da Costa, em Vila Velha (ES) foi diferente. Além de uma live com o grupo Kemuel, teve a carreta da gratidão e o encerramento com o culto drive-in, com participação de Anderson Freire

A discussão sobre a criminalização da homofobia voltará ao plenário do STF nesta quinta-feira (23). Julgamento foi suspenso em fevereiro e já tem quatro votos favoráveis à criminalização

O julgamento da criminalização da homofobia será retomado nesta quinta (23) no Supremo Tribunal Federal (STF). Quatro dos onze ministros já se posicionaram a favor da criminalização, em fevereiro, quando a discussão foi suspensa.

A discussão prevê o enquadramento da homofobia, que é caracterizada por condutas de preconceito contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais), como crime de racismo.

LEIA: CRIMINALIZAÇÃO DA HOMOFOBIA EM PAUTA NO STF

A Ação a Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº 26 e o Mandado de Injunção nº 4.733 foram protocolados pelo PPS e pela Associação Brasileiras de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT), tendo como relatores os ministros Celso de Mello e Edson Fachin.

As entidades defendem que a comunidade LGBT deve ser incluída no conceito de “raça social”, e os agressores, punidos na forma do crime de racismo, cuja conduta é inafiançável e imprescritível. A pena varia entre um a cinco anos de reclusão, de acordo com a conduta.

No dia 13 de fevereiro, primeiro dia de julgamento, o representante da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), Luigi Mateus Braga, defendeu que a palavra final sobre o caso deve ser do Congresso, já que a tipificação de crimes cabe ao Poder Legislativo.

Ele ainda destacou que a comunidade LGBT deve ter seus direitos protegidos, mas é preciso assegurar que a liberdade religiosa não seja ameaçada por expor seu posicionamento, caso seja contrário à homossexualidade.

*Com informações da Agência Brasil


Leia mais

Criminalização da homofobia pode afetar os princípios cristãos

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Enciclopédia dos adventistas em formato digital

Enciclopédia é fruto de um trabalho de dezenas de profissionais em várias partes do mundo e inclui material sobre pioneiros adventistas na América do Sul

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son

Kemuel e o fenômeno da música “Algo Novo”

Com quase cinco milhões de vies no Youtube, "Algo Novo", tem impactado a vida de muita gente e diversos testemunhos de cura 

“Quando o sol se põe” estreia dia 22, na Netflix

Filme é uma boa opção para todas as pessoas, independente da religião. Entre os atores de “Quando o Sol se Põe” estão a cantora Priscilla Alcantara, Lu Alone, Filipe Lancaster e Lito Atalaia