22.6 C
Vitória
segunda-feira, 6 julho, 2020

CPI identifica 2 milhões de anúncios do governo em sites de ‘conteúdo inadequado’

Mais lidas

O mistério da morte de centenas de elefantes na África

Pesquisadores acreditam que o coronavírus possa ser uma das causas das mortes das centenas de elefantes na África. Saiba mais!

Coronavírus deixa 73 países em risco de escassez de remédios para HIV

A incapacidade dos fornecedores de entregarem os antirretrovirais dentro do prazo e a paralisação dos serviços de transportes terrestre e aéreo estão entre as causas

Estudantes com Fies podem suspender parcelas no BB a partir de hoje

A manifestação pode ser feita pelo app BB. Saiba mais! 

Governo amplia vetos na lei que torna obrigatório o uso de máscara

Artigos da lei foram republicados no Diário Oficial de hoje. Saiba mais! 

A lista inclui páginas que difundem fake news, que promovem jogos de azar e até sites pornográficos.

Por Thiago Faria (AE)

O documento, produzido por consultores legislativos, tem como base informações da própria Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) referente ao período de junho a julho do ano passado. Os dados foram obtidos via Lei de Acesso à Informação pela CPI e revelados pelo jornal <i>O Globo</i>.

Segundo o relatório, a maior parte dos anúncios está relacionada à campanha do governo para promover a reforma de Previdência, aprovada no ano passado no Congresso. A verba da Secom foi distribuída por meio do programa Google Adsense, que paga um valor ao site a cada vez que um usuário clica na publicidade ou apenas visualiza.

No topo da lista dos que mais receberam verba pública para divulgar a publicidade oficial está o site “Resultados Jogo do Bicho”, com 319.082 impressões – a quantidade de vezes que o anúncio foi exibido aos usuários do site. O jogo do bicho é proibido no Brasil e sua prática é considerada uma contravenção

Outra descoberta da CPI é que dos 20 canais no YouTube que mais veicularam anúncios da Nova Previdência (nome da campanha governo), 14 são primordialmente destinados ao público infanto-juvenil. Entre eles, até mesmo um que tem todo o seu conteúdo em russo.

“Juntos, esses 14 canais infanto-juvenis concentraram 2.392.556 das 12.026.980 impressões da campanha da Nova Previdência veiculadas no YouTube entre 06 de junho e 13 de julho de 2019 (19,89% de todos os anúncios veiculados no YouTube nesse período)”, diz trecho do relatório.

Ao todo, a CPI identificou que os mais de 2 milhões de anúncios foram exibidos em 843 canais diferentes. Destes, 741 eram no YouTube, mas foram removidos após a página de vídeos apontar irregularidades, como conteúdo inadequado ou que desrespeita direito autoral.

Sites de notícias falsas também embolsaram uma boa fatia da verba pública destinada pelo governo. O relatório da CPI aponta como um dos campeões de veiculação de anúncios oficiais, com 66 431 impressões, o “Sempre Questione”. “O portal traz ‘matérias’ sobre múmias alienígenas escondidas em pirâmides do Egito, colisores de átomos que abrem portais para o inferno e baleias encontradas em fazendas a centenas de quilômetros do litoral”, aponta o levantamento da comissão.

Há também publicidade oficial em páginas de apoiadores e que promovem Bolsonaro. O relatório cita como exemplo o canal de YouTube “Bolsonaro TV” e os aplicativos para celular “Brazilian Trump”, “Top Bolsonaro Wallpapers” e “Presidente Jair Bolsonaro”

A destinação de dinheiro público para este tipo de conteúdo pode gerar questionamentos legais ao governo com base no princípio constitucional da impessoalidade, pois, segundo a consultoria legislativa, “abre a possibilidade de se interpretar tal fato como utilização da publicidade oficial para promoção pessoal, conduta vedada pela Carta Magna.”

O site “Terça Livre”, do blogueiro Allan dos Santos, também aparece na lista dos que receberam dinheiro público por meio de anúncios da Nova Previdência. Santos é um dos alvos do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal e teve documentos e equipamentos apreendidos na semana passada pela Polícia Federal. Ele nega irregularidades no conteúdo que propaga.

Procurada, a Secom não se manifestou até a publicação desta matéria.

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

“Bíblia de Estudo Swindoll”: mais compreensão e curiosidades

Além de facilitar a compreensão, a "Bíblia de Estudo Swindoll" traz curiosidades sobre o livro mais vendido do mundo

Kanye West anuncia nova música de trabalho com temática gospel

Em um vídeo curto Kanye West divulgou detalhes da melodia da canção "Wash Us In The Blood" (Lava-nos no Sangue)

Enciclopédia dos adventistas em formato digital

Enciclopédia é fruto de um trabalho de dezenas de profissionais em várias partes do mundo e inclui material sobre pioneiros adventistas na América do Sul

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son