31.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro 2021

Cozinha solidária: levando o alimento para quem precisa

Através da Cozinha Solidária, população de baixa renda no interior da Bahia é contemplada com refeições, alimentos e roupas. Projeto é de voluntários da Igreja Adventista

Por Priscilla Cerqueira 

No interior da Bahia voluntários da igreja Adventista estão distribuindo refeições de graça para a população menos favorecida da região. É o projeto Cozinha solidária, que alimenta a população de baixa renda. O objetivo é contribuir para a erradicação da fome, suprindo as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade econômica.

A iniciativa foi idealizada por um grupo de cinco mulheres, que iniciou uma pequena produção semanal de refeições. Cada voluntária cozinhava em sua própria casa.

“Nós arrecadávamos alimentos na feira e preparávamos sopa para servir nos bairros carentes da cidade. A gente fazia um caldo de macaxeira e um balaio de pão. Hoje, estou muito feliz com o resultado, e muita gente está de barriga cheia”, disse Rosa Ribeiro, uma das voluntárias.

Ação social: Muito além da cozinha

No final de agosto, voluntários da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), em parceria com o Instituto Água Viva promoveram uma semana de ação social. As comunidades receberam doações de roupas, cortes de cabelo gratuitos, cestas básicas e sopa preparada pela Cozinha Solidária.

“Eu sou mãe de quatro filhas e moro com meu esposo. Peguei roupa para as crianças e uma blusa pra mim. Acredito que vai servir bastante. Aqui em Umburanas é difícil receber doação. Está sendo muito bom e eu estou feliz”, comemorou Jessica Pereira, uma das beneficiadas.

cozinha solidária
Foto: Ivo Araujo

Os moradores da região também foram beneficiados com atendimento odontológico gratuito. Ana Paula Pereira fez limpeza nos dentes pela primeira vez e agradeceu bastante pelo suporte que recebeu.

“Aqui é uma cidade que não tem dentista. Eu cheguei no posto com meu dente doente e não consegui resolver meu problema, mas aqui com essa van eu pude fazer limpeza nos meus dentes”, agradeceu.

Mais de 300 cestas básicas foram distribuídas entre a população. “O objetivo está sendo alcançado: levar esperança e salvar mais pessoas por meio dessas ações. Estamos alimentando não só o físico mas também o psicológico. Só temos a agradecer a todas as pessoas que tem visto nosso trabalho com um olhar especial. Vale a pena servir!”, declarou Janilde.

“A Igreja busca fazer a diferença na vida do próximo, colocando em prática o método de Cristo de se misturar com as pessoas, ver as necessidades delas e depois ganhar a confiança de cada uma. Foi assim que Cristo fez para depois dizer: segue-me!”, completou o pastor Cleiton Motta.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se